Obesidade se dissemina em círculos sociais, diz pesquisa

Ter amigos obesos aumenta a chance de uma pessoa ganhar peso, de acordo com levantamento dos EUA

Associated Press,

25 Julho 2007 | 19h38

Se os seus amigos ou parentes estão ficando gordos, as chances são de que o mesmo aconteça com você, dizem pesquisadores envolvidos em um novo estudo que sugere que a obesidade é passível de "contágio social" e pode passar facilmente de uma pessoa para a outra.   O trabalho, financiado pelo governo dos EUA, indica que o resultado é verdadeiro mesmo se os seus entes queridos moram longe. laços sociais parecem ter um papel surpreendentemente forte na disseminação do excesso de peso, até maior que o da genética.   "Ficamos atônitos de ver amigos que vivem a centenas de quilômetros de distância tendo tanto impacto no peso de uma pessoa quanto o vizinho", diz um dos autores do estudo, James Fowler da Universidade da Califórnia, San Diego.   O estudo mostra que o risco de uma pessoa se tornar obesa sobe 57% se um amigo também for, 40% se um irmão for gordo e 37% se o cônjuge tiver quilos a mais. Se a amizade for íntima, o risco triplica.   Em média, calcularam os cientistas, quando uma pessoa obesa ganha 7,7 kg, o amigo correspondente ganha 2,3 kg.   Sexo também tem influência. Em amizades de pessoas do mesmo sexo, o risco de obesidade cresce 71% se um dos amigos ganha peso. Entre irmãos, o risco cresce 44%, e 67% entre irmãs.   Os pesquisadores crêem que há algo nisso além da cultura comum de exercício e hábitos alimentares que amigos íntimos provavelmente dividem. Pode ser que ter amigos ou parentes obesos mude a idéia que uma pessoa tem do que é uma forma física aceitável.   Mas os cientistas dizem que o estudo não deve servir de pretexto para o fim de amizades. "Há uma tonelada de estudos que sugere que ter muitos amigos deixa as pessoas mais saudáveis", lembra Fowler. "Então a última coisa que você deve querer é se livrar dos seus amigos".   O estudo aparece na edição desta quinta-feira, 26, do New England Journal of Medicine.

Mais conteúdo sobre:
obesidade dieta contágio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.