Os melhores de 2012

Mais do que uma lista dos vencedores, o Prêmio Paladar desenha um grande cardápio, com os melhores pratos da cidade. Os vencedores da 7ª edição do prêmio receberam o prato-troféu em festa na noite de terça, em São Paulo

O Estado de S.Paulo

29 Novembro 2012 | 02h09

Em festa para 400 convidados, anteontem, foram anunciados os ganhadores do Prêmio Paladar 2012. O evento, que teve apresentação do ator Dan Stulbach, reuniu chefs, restaurateurs e personalidades da gastronomia de São Paulo. A novidade deste ano foi a homenagem aos 12 pratos mais queridos da cidade, como o mussaká do Acrópoles e o arroz biro-biro do Rodeio (leia mais abaixo).

Os leitores do Estadão na capital, Grande São Paulo, Campinas, Santos, Arujá e Brasília receberam hoje a edição especial do Paladar em forma de revista. Com 116 páginas, a publicação traz os vencedores do 7º Prêmio Paladar, um retrato do que há de melhor nos cardápios de São Paulo no momento.

O Prêmio Paladar elege pratos (não restaurantes), agrupados de acordo com as tendências gastronômicas. Os resultados compõem o menu degustação de São Paulo. Neste ano, foram 60 pratos concorrentes, divididos em 8 categorias. Todos foram provados e avaliados no período de um mês por um grupo de dez jurados composto por jornalistas do Paladar, gourmets convidados e leitores escolhidos por um rigoroso processo de seleção. Todas as refeições foram pagas pelo Paladar, prática antes incomum em premiações do gênero na cidade.

Somaram-se às oito categorias principais seis blitze, provas em que um júri relâmpago percorre restaurantes degustando o mesmo prato e escolhe, ao fim da jornada, os vencedores.

Além dos campeões, a revista apresenta um roteiro com 1.163 pratos que podem ser provados e indicações de vinhos para acompanhá-los.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.