1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Padre renuncia ao cargo de bispo para cuidar da mãe

JOSÉ MARIA TOMAZELA - Agência Estado

10 Junho 2011 | 19h 03

O padre José Aparecido Hergesse, de Sorocaba (SP), renunciou ao cargo de bispo auxiliar de Vitória (ES), concedido pelo Papa Bento XVI, para cuidar da mãe doente. O padre, da Ordem dos Teatinos, apresentou ofício à Santa Sé comunicando sua decisão. O posto de bispo é uma das mais aspiradas promoções na hierarquia do clero, na Igreja Católica.

Ele havia sido nomeado por ato do papa no dia 4 de maio. O padre Hergesse seria bispo auxiliar de d. Luiz Mancilha Vilela, arcebispo metropolitano de Vitória. A mãe do sacerdote, Adelina Valim Hergesse, viúva e com 76 anos de idade, foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) no dia 16 de maio e requer cuidados permanentes.

Na comunicação, o padre alega que renuncia à nomeação para, como filho, estar mais perto da mãe. Ele cita ainda as dificuldades financeiras e a constatação de que não poderia exercer o ministério episcopal com a disponibilidade exigida, para justificar a renúncia. O padre informou ter consultado o núncio apostólico no Brasil, d. Lourenço Baldisseri, antes de apresentar ao papa a renúncia em caráter definitivo.

Em comunicado conjunto, o arcebispo de Sorocaba, d. Eduardo Benes de Sales Rodrigues, e o arcebispo de Vitória disseram compreender a opção do padre e informaram que a ordenação episcopal, prevista para o próximo dia 25, foi cancelada. Os fiéis já haviam preparado uma grande festa para a ordenação no Santuário de São Judas Tadeu, em Sorocaba. Hergesse ficou conhecido pela sua atuação na Paróquia de São Lucas, em Sorocaba. Desde a doença da mãe, ele foi dispensado dos ofícios na cidade para cuidar da mãe, que mora em Paranapanema, cidade da região.