1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Para organizações, proposta é modesta e insuficiente

O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2011 | 03h 05

Os resultados da COP-17 foram vistos por ambientalistas e organizações não governamentais como históricos, porém modestos e insuficientes para combater as mudanças climáticas.

Para a diretora de campanhas da Oxfam, Celine Charveriat, o acordo poderia ter sido mais ambicioso. "Foi uma decepção. Não há nenhuma proposta para os próximos anos e isso terá consequências para o mundo."

Em comunicado, o Greenpeace afirma que "as negociações acabaram da mesma forma que começaram, em fracasso". A organização critica a falta de recursos para o fundo climático e o adiamento das metas - que valerão para o período pós-2020.

Carlos Rittl, da ONG WWF, ressalta que ainda há vários pontos sem resposta nos textos aprovados ontem - tanto nos termos quanto nas metas propostas. "Foi importante manter a estrutura do Protocolo de Kyoto, mas há muitas incertezas."

Segundo ele, o texto trabalha com um aumento de 3° a 4° C na temperatura média do planeta - os cientistas alertam que se deve limitar a subida da temperatura a 2° C para evitar consequências desastrosas./A.B com REUTERS

  • Tags: