Paulistas usam torpedo para denunciar crimes em trens

Os usuários das linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) dispõem de um novo recurso para fazer denúncias de delitos que presenciam durante as viagens: via torpedos, ou Short Message Service (SMS), pelo celular. Ao testemunhar algum crime dentro do trem, o passageiro pode enviar uma mensagem para o número 7150-4949, uma central de denúncias. Seguranças próximos ao local da ocorrência, então, são acionados para atender ao chamado. Desde o dia 1º de novembro, quando o serviço começou, das 70 denúncias recebidas, 54 foram feitas por SMS e 16 pelo telefone 0800-0550121, segundo a CPTM. Do total de denúncias, apenas dez foram consideradas ocorrências policiais, das quais quatro chegaram à central via SMS. A mais grave delas ocorreu em um trem da Linha 11-Coral, em razão do uso de entorpecentes. Embriaguez, relato de pedinte nos vagões e reclamação de rádio com volume alto foram os outros casos. A CPTM informou que o objetivo do serviço é que o passageiro ajude a companhia "no combate ao tráfico e uso de drogas, comércio ilegal, vandalismo e outros crimes". O serviço de denúncia via SMS funciona 24 horas, todos os dias. Já as denúncias e reclamações pelo 0800 podem ser registradas de segunda a sexta-feira, das 5 às 22 horas, e aos sábados, das 6 às 18 horas. Ainda segundo a CPTM, por telefone, das 16 denúncias recebidas, seis terminaram com intervenção de seguranças da companhia. Uma decorreu de transtornos causados por pedintes, duas por pessoas embriagadas e três por pregações religiosas dentro dos vagões.

WLADIMIR D'ANDRADE, Agencia Estado

04 Dezembro 2008 | 18h07

Mais conteúdo sobre:
segurança denúncias torpedo SMS CPTM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.