Pequenos produzem 32% da soja

Assistência técnica, crédito e seguro são as vitórias do produtor, que comemora data[br]no sábado

O Estado de S.Paulo

25 Julho 2007 | 02h54

A figura do agricultor está cada vez mais distante do protótipo do Jeca Tatu, construído na época em que a atividade agropecuária do País ensaiava os primeiros passos. Para o diretor do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural e subsecretário da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Argileu Martins da Silva, o agricultor não é visto mais como uma figura arcaica. ''''Os agricultores familiares aderiram a um conjunto de tecnologias e respondem por 32% da soja produzida no País, 52% do leite, 48% do queijo, 25% do café, só para falar em commodities, além de 98% da mandioca'''', cita. É nesse cenário que se comemora, no sábado, dia 28 de julho, o Dia do Agricultor. A data, este ano, tem um apelo especial, afinal, a partir de outubro o Censo Agropecuário, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), começará a traçar o perfil do novo agricultor brasileiro, um trabalho que deverá ser concluído até setembro do próximo ano. A expectativa do IBGE é que o levantamento dos 5,7 milhões de estabelecimentos agropecuários previstos entre os municípios brasileiros ressalte as mudanças que ocorreram no setor desde o último censo, em 1996, e forneça informações atualizadas sobre aspectos econômicos, sociais e ambientais da atividade agropecuária. ''''Os agricultores têm muito a comemorar no seu dia, pois há crédito, assistência técnica, mecanismos de comercialização da safra, seguro de preço e da produção'''', enumera Silva. ''''Mais de 2 milhões que utilizam os créditos do Pronaf aderiram às tecnologias sustentáveis. Eles dependem de muito dos fatores naturais e estão conscientes da necessidade de cuidar disso.''''

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.