Pfizer cortará 600 postos de trabalho, diz imprensa

A farmacêutica Pfizer pretende cortar quase 600 postos de trabalho para compensar a perda da patente do remédio contra colesterol Lipitor, informou a agência de notícias Bloomberg.

Reuters

19 Dezembro 2012 | 09h09

As demissões atingirão 20 por cento de um quadro de vendas, afirmou a Bloomberg, citando uma fonte próxima ao assunto.

Em novembro de 2011, a Pfizer perdeu nos Estados Unidos a patente do Lipitor, cujas vendas anuais passam de 10 bilhões de dólares. A fabricante norte-americana vem se esmerando para cortar custos diante da perda de mercado para os genéricos.

O porta-voz da Pfizer, MacKay Jimeson, negou-se a confirmar o número de demissões, mas disse que a companhia fará "mudanças nos quadros de alguns segmentos para atender às futuras necessidades da empresa".

(Por Lauren Tara LaCapra e Ransdell Pierson)

Mais conteúdo sobre:
CONSUMO PFIZER LEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.