Pílulas doces contra o mau humor e os males de amor

Aquela preguiça que teima em aparecer às segundas-feiras pode ser tratada com pílulas verdes. Se o problema for mal de amor, a melhor prescrição é uma golosina laranja. Na Happy Pills, em Barcelona, doença de adulto se "cura" com remédio de criança: balas coloridas envolvidas por altas doses de bom humor.

Nana Caetano ESPECIAL PARA O ESTADO / BARCELONA, O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2010 | 00h39

A mensagem e o design das embalagens são o grande apelo desta loja especializada em golosinas, chucherías, gominolas ou caramelos - um nome apenas seria pouco para algo que é tão forte culturalmente na Espanha.

Minúsculas, as lojas imitam farmácias, e a ideia, impressa em paredes e embalagens, é que as balas servem para curar "doenças" de adulto. Vêm em potes de plástico semelhantes aos de comprimido que, depois de fechados, são customizados com um adesivo à sua escolha, com frases divertidas escritas em três idiomas (espanhol, inglês e catalão). Se a ideia for carregar o antídoto para o mau humor na bolsa, para o caso de uma "doença" repentina, há bandejinhas que lembram porta-remédios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.