1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Polícia espera concluir em um mês inquérito sobre cães

JOSÉ MARIA TOMAZELA - Agência Estado

22 Outubro 2013 | 20h 50

A Polícia Civil espera concluir em 30 dias o inquérito que apura denúncias de maus-tratos contra cães da raça beagle usados para testes de remédios no Instituto Royal, em São Roque, no interior de São Paulo. No mesmo prazo, de acordo com o delegado seccional de Sorocaba, Marcelo Carriel, será concluída a investigação que apura a invasão do instituto, na madrugada de sexta-feira, 18, e o furto de 178 cães. De acordo com Carriel, pelo menos 100 manifestantes participaram da ação e devem ser indiciados pelos crimes de furto qualificado e dano. "Vamos identificar os autores e individualizar a conduta de cada um", disse.

A pedido do Ministério Público Estadual (MPE), que acompanha as investigações, uma perícia mais detalhada será feita esta semana nas instalações do instituto. O objetivo é checar como os animais eram tratados e em que condições estavam acomodados. Desde a invasão, a unidade está sem funcionar. A direção nega os maus-tratos e afirma que o instituto funcionava de acordo com a legislação. A Câmara dos Deputados criou nesta terça-feira, 22, uma comissão externa formada por seis parlamentares para apurar as denúncias de maus-tratos no Instituto Royal.