Polícia Federal prende 39 pessoas de quadrilha de hackers

A Polícia Federal lançou nesta quinta-feira uma operação que mobilizou 215 agentes para captura de um bando que usava a Internet para roubar senhas de usuários de serviços de banco online. A operação, chamada "Control+Alt+Del", uma referência à seqüência de teclas usadas para se reiniciar um computador, ocorreu em cinco Estados: Pará, Maranhão, Piauí, Goiás e São Paulo. Pelo menos 39 pessoas foram presas, informou a assessoria de imprensa da Polícia Federal em Brasília. "Para comprovar o tamanho da fraude, somente após a investigação do material apreendido", disse a assessoria, acrescentando que as autoridades confiscaram computadores, automóveis e documentos em poder dos acusados. Roubo de senhas Os integrantes da quadrilha utilizaram técnica de "phishing" para roubar senhas de usuários de serviços de banco eletrônico, segundo a PF. Eles enviaram emails que simulam mensagens de órgãos federais e de instituições financeiras, induzindo os internautas a acessar sites falsos, que registram as informações pessoais digitadas pelas vítimas. Com esses dados, o grupo promovia transferências de dinheiro para contas de terceiros e para pagamentos. A Polícia Federal promoveu neste ano pelo menos cinco operações contra grupos que usam a Internet para cometer crimes. A mais recente antes da Control+Alt+Del foi a "Galáticos", que em agosto prendeu integrantes de quadrilha que desviava dinheiro de contas bancárias através da Web. O Brasil ocupa atualmente o quinto lugar no ranking dos 15 principais países em crescimento no volume de pagamentos digitais através de caixas eletrônicos, Internet banking e banco pelo celular, conforme dados da ACI Worldwide, empresa especializada em serviços para transações eletrônicas.

Agencia Estado,

07 Dezembro 2006 | 16h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.