Polícia monta barreiras para caçar assaltantes no RS

A Brigada Militar do Rio Grande do Sul montou barreiras nas estradas vicinais do interior do município de Cotiporã nesta segunda-feira para tentar prender os cinco assaltantes que explodiram uma fábrica de joias e levaram nove pessoas como reféns na madrugada deste domingo (30). A maior parte dos 80 soldados encarregados da caçada está distribuída nas proximidades do Morro do Céu, uma região de mata fechada onde ainda estariam pelo menos dois bandidos.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

31 Dezembro 2012 | 14h22

Durante a fuga, os assaltantes trocaram tiros com policiais. Três deles morreram. Os outros cinco tomaram nove pessoas como reféns e esconderam-se na mata, que fica próxima ao rio das Antas. Na tarde de domingo, depois de 16h de cativeiro, os reféns foram abandonados em uma clareira e caminharam até encontrar socorro. Avistados pelos policiais, foram levados a um clube, no centro da cidade, onde se alimentaram e reencontraram os familiares.

Mais conteúdo sobre:
RIO GRANDE DO SUL COTIPORÃ ASSALTO PROCURA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.