1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Polícia usa gás de pimenta contra argentinos no Rio

CLARISSA THOMÉ - Agência Estado

14 Junho 2014 | 18h 45

A polícia dispersou com gás de pimenta um grupo de torcedores argentinos que tentou fechar uma das pistas da Avenida Atlântica, na Praia de Copacabana, na tarde deste sábado, dia 14. Cerca de 1.500 argentinos se reuniram na orla por volta das 16 horas. Vestidos com as camisas da sua seleção, os torcedores fizeram batucada e gritavam provocações, como a que dizia "Maradona é melhor do que Pelé", enquanto caminhavam pelo calçadão.

A ciclovia chegou a ficar interditada e um homem vestido como o Papa Francisco levava uma réplica da taça da Copa do Mundo, acompanhando o grupo em carro aberto. O trânsito ficou lento no local. Apesar das provocações, o clima com a torcida brasileira era de tranquilidade.

Quando o grupo estava na altura do posto 4, alguns deles tentaram ocupar uma das pistas da Avenida Atlântica. A PM utilizou gás de pimenta para dispersá-los, mas não houve confrontos, informou a assessoria de imprensa da corporação. Policiais do 19º Batalhão, do Batalhão de Grandes Eventos e do Batalhão de Choque reforçam o policiamento no local.