Preço médio da terra no Brasil sobe com firmeza da soja--AgraFNP

O preço médio das terras agrícolas no Brasil subiu no primeiro bimestre de 2009, atingindo 4.373 reais por hectare, contra 4.330 reais no último bimestre de 2008, ganhando impulso da firmeza dos preços da soja e de uma maior procura, principalmente por parte de grupos estrangeiros, afirmou a AgraFNP nesta quarta-feira.

ROBERTO SAMORA, REUTERS

25 Março 2009 | 17h38

A alta verificada no levantamento da consultoria ocorre após o preço da terra ter caído no período de novembro-dezembro de maneira incomum nos últimos anos, sob efeito do agravamento da crise internacional.

Os valores da terra são fortemente indexados às cotações da soja, o principal produto do agronegócio brasileiro, cujos preços estão firmes no Brasil não apenas por conta do mercado internacional, mas também pelo câmbio mais valorizado.

"A melhora nos preços da soja e a intensificação da procura nas fronteiras agrícolas deu sustentação ao preço da terra... Os estrangeiros, que estavam deixando o mercado, estão vindo em caravana de novo para fazer prospecção de área", afirmou Jacqueline Bierhals, analista do mercado de terras da AgraFNP, em entrevista.

Segundo ela, essa busca se dá especialmente no Nordeste e Norte, regiões com terras mais baratas. De acordo com a analista, áreas no Maranhão, Piauí e Tocantins, além do oeste baiano, são mas mais procuradas.

Ela citou como o exemplo o fato de nos últimos três anos, na região de Balsas (Maranhão), a valorização da terra ter atingido 140 por cento, patamar semelhante ao verificado em Uruçuí (Piauí), com alta de 116 por cento no mesmo período.

"Além do Mapito e oeste baiano, também tem produtor mato-grossense que vai conseguir fazer caixa nessa safra, com o dólar mais alto. Esse pessoal vai conseguir ficar no azul em 08/09, e tem gente do Cerrado procurando área no Maranhão no Piauí, Tocantins", destacou.

Jacqueline disse ainda que os investidores talvez estejam buscando um ativo mais seguro. "E como a gente sabe que no futuro os preços das terras no Brasil devem continuar aumentando, talvez o negócio seja comprar agora antes que suba mais ainda."

O levantamento da AgraFNP informou também que nos últimos 12 meses a região que apresentou a maior valorização de terras foi a Sul, subindo em média 12,8 por cento, seguida pelo Nordeste.

Entre março/abril de 2008 e janeiro/fevereiro de 2009, os preços de terras no Nordeste apresentaram valorização de 6,6 por cento; de 3,2 por cento no Centro-Oeste; 2,4 por cento no Sudeste, e 1,6 por cento na Norte.

Mais conteúdo sobre:
COMMODS SOJA TERRA PRECOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.