1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Premiê da Tailândia convoca reunião para debater adiamento de eleição

O Estado de S. Paulo

13 Janeiro 2014 | 08h 14

Integrante da Comissão Eleitoral sugere que votação do dia 2 de fevereiro seja adiada para 4 de maio

BANGCOC - A primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, convidou líderes dos protestos contra o governo e partidos políticos para discutir uma proposta da Comissão Eleitoral pelo adiamento da eleição convocada pela líder para o dia 2 de fevereiro, informou um importante assessor nesta segunda-feira, 13.

Ministros diziam ser impossível adiar a votação por causa da Constituição, mas a Comissão Eleitoral afirmou que o adiamento pode ocorrer e um integrante sugeriu a data de 4 de maio.

"A primeira-ministra acredita que ainda há alguns pontos que não estão claros na proposta da CE. A melhor forma é se encontrar e discutir", disse a repórteres Suranand Vejjajiva, secretário-geral da premiê.

Dezenas de milhares de manifestantes contrários ao governo ocuparam partes do centro de Bangcoc nesta segunda, sem enfrentar qualquer resistência das autoridades, em um novo protesto para tentar derrubar Shinawatra.

A polícia e os militares permaneceram tranquilos durante a manifestação "Parem Bangcoc, Recomecem a Tailândia", realizada na cidade de 12 milhões de pessoas. O clima entre os manifestantes era festivo, com muitas pessoas dançando nas ruas./ REUTERS