Prêmios Beard para os melhores dos EUA

Gramercy Tavern é o restaurante do ano; David Chang, o melhor chef

O Estado de S.Paulo

12 Junho 2008 | 03h21

Os prêmios da Fundação James Beard criam, a cada ano, expectativa de entrega de Oscar. Beard foi o mais famoso food writer dos EUA e deixou diversos livros na lista de best sellers quando morreu, aos 82 anos, em 1985. Por iniciativa de Julia Child sua casa foi transformada em centro experimental para chefs visitantes e sede da fundação. Os prêmios surgiram em 1990 e cobrem todas as áreas da gastronomia: restauração, chefs, serviço, mídia em geral e publicações. Os vencedores deste ano foram anunciados e premiados numa grande festa no Lincoln Center, em Nova York, na noite do último domingo. Mario Batali, o conhecido chef do Babbo, e seu sócio, Joe Bastianich, levaram o prêmio de restaurateur. O Gramercy Tavern foi escolhido restaurante do ano e Gavyn Kaysen, do Café Boulud, de Nova York foi destacado como chef emergente. O cobiçado título de melhor chef nova-iorquino, que gerou especulações e apostas nos foros gastronômicos, ficou com David Chang, do Momofuku. Terry Theise, com muita justiça, pela qualidade de seus escritos sobre vinhos germânicos e seus catálogos sempre esperados com eletricidade pelos enófilos, ganhou o Beard como melhor profissional da área de vinhos e destilados. Mas o prêmio mais festejado, que emocionou os presentes, uma unanimidade rara nesse caldeirão de vaidades, foi para Grant Achatz, escolhido chef do ano. O inventivo cozinheiro do Alinea, de Chicago, vem enfrentando um câncer com bravura, sem interromper seu trabalho, e mereceu recente perfil na revista New Yorker, contando sua trajetória e mostrando que a capacidade de criar vai além dos safanões da vida. A lista completa de premiados está no endereço www.jamesbeard.org/

Mais conteúdo sobre:
PREMIOS BEARD GRAMERCY TAVERN DAVID CHANG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.