Presidente italiano dissolve parlamento após renúncia de Monti

Premiê italiano renunciou ao cargo após perder o apoio do partido de Silvio Berlusconi

Gavin Jones, Reuters - Atualizado às 16H20

22 Dezembro 2012 | 14h28

ROMA - O presidente da Itália dissolveu o parlamento neste sábado, depois da renúncia do primeiro-ministro do país, Mario Monti, pavimentando o caminho para uma eleição nacional, que será realizada nos dias 24 e 25 de fevereiro.

"Eu acabei de assinar o decreto pela dissolução do parlamento", disse o presidente Giorgio Napolitano a jornalistas após consultar líderes políticos.

Monti renunciou na sexta-feira, alguns meses antes do fim de seu mandato, após seu governo perder o apoio do centro-direitista Partido Povo da Liberdade, de Silvio Berlusconi.

Mais conteúdo sobre:
Itália Mario Monti

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.