1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Preso acusado de estuprar cunhada com paralisia cerebral

JOSÉ MARIA TOMAZELA - Agência Estado

28 Março 2014 | 15h 26

Um homem de 38 anos de idade foi preso nesta quinta-feira, 27, em Sorocaba, acusado de estuprar a cunhada de 18 anos, portadora de paralisia cerebral. Em razão do relacionamento com a irmã da vítima, o suspeito morava na casa da família, no Jardim Regente, região do Éden, zona norte da cidade. O crime teria ocorrido no último dia 21, quando o acusado levou a sogra para uma consulta médica. Quando a mulher foi liberada pelo médico, estranhou a ausência do genro e tomou um taxi.

Em casa, encontrou a filha curvada e chorando muito. Como a garota não consegue se expressar em razão da doença, a mulher entrou em contato com a outra filha, namorada do acusado, que tem mais facilidade para entender as expressões da irmã. No contato com a irmã, a garota revelou por sinais que sentia dores nas partes íntimas. Ao remover a fralda que a garota usava, a irmã percebeu que estava suja de sangue. Questionada, a jovem confirmou que tinha sido violentada pelo cunhado.

Revoltadas, as duas mulheres foram abordar o suspeito e o encontraram com as malas prontas para partir. A polícia foi acionada, mas chegou depois que o suspeito havia saído. Exame do Instituto Médico Legal (IML) confirmou o estupro. Com a prisão temporária decretada pela Justiça, o homem foi preso quando se apresentava numa delegacia para prestar depoimento em outro caso. De acordo com a delegada Ana Luíza Salomone, titular da Delegacia de Defesa da Mulher, o mais chocante no caso é que a vítima, embora não tivesse condições de reagir, gritar ou se expressar, estava com a cognição intacta e tinha plena consciência da agressão a que era submetida.