Receitas luso-brasileiras

A linha Retratos do Gosto lançou três granolas - duas doces e uma salgada - desenvolvidas pela chef Heloisa Bacellar. As granolas levam amêndoas de cacau cultivadas por Diego Badaró, que implementou manejo orgânico em suas fazendas em 2002.

O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2012 | 03h09

Com base de gérmen de trigo, aveia e gergelim, há a granola morena, com banana e chocolate Amma 50% cacau, melaço de cana, azeite de oliva, cevada em flocos, pedaços de maçã, cupuaçu, pasta de baunilha e noz-moscada; a dourada, com chips de frutas tropicais, como coco em fita, abacaxi desidratado, banana-passa, manga desidratada e pedaços de maçã cobertos de açaí; e a salgada, com amendoim, milho, polpa de abóbora, queijo provolone seco, tomate desidratado, cebola, salsa desidratada e alho.

A linha Retratos do Gosto, recém-criada por Alex Atala em parceria com a empresa MIE Brasil, oferece produtos que valorizam o pequeno produtor e buscam criar um mercado que viabilize a produção em pequena escala de alimentos gourmet. A linha de granolas é o segundo produto da marca, que foi lançada com o miniarroz Rusene.

As granolas podem ser compradas no Lá da Venda e no Mercadinho Dalva e Dito. A embalagem com 250g custa R$ 14.

Neste sábado, a cozinha do Kenoa Resort, em Alagoas, recebe chefs brasileiros e portugueses como parte das comemorações do Ano de Portugal no Brasil. No menu da noite, os chefs se revezam na preparação das receitas, em um jantar de nove tempos, com pratos como camarões com frutos cítricos, manteiga de limão e gengibre, preparado pelo chef Dieter Koschina, e a sobremesa 'o ovo', de Helena Rizzo.

Em entrevista ao jornal peruano El Comercio, Ferran Adrià confirmou que vai abrir um restaurante nikkei - estilo que combina as cozinhas peruana e japonesa. O novo empreendimento, em Barcelona, será feito em parceria com o irmão Albert. A casa, ainda sem nome, terá 30 lugares. Os irmãos Adrià também planejam abrir um restaurante mexicano na cidade catalã, além de continuar na Fundação El Bulli.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.