Relator pede perda de mandato de condenados no mensalão

O Supremo Tribunal Federal começou a analisar nesta quinta-feira a possibilidade de perda de mandato dos parlamentares condenados na ação penal do mensalão, que está em julgamento na Corte.

Reuters

06 Dezembro 2012 | 17h22

O relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, iniciou a leitura de seu voto, indicando que irá votar a favor da perda de mandato, mas contrário à prisão imediata dos condenados, sem esperar o trânsito em julgado --como deseja a Procuradoria Geral da República.

"(Ao ser condenado pela Justiça,) inexiste espaço para o juízo político. A suspensão (do mandato) é efeito irreversível da sentença", disse ele.

"A condenação é grave o suficiente a ponto de impedir o exercício do mandato legislativo", acrescentou.

O tema é polêmico na Corte e fora dela. O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), afirmou mais de uma vez que a palavra final sobre a perda ou não de mandato compete ao Parlamento.

(Reportagem de Ana Flor)

Mais conteúdo sobre:
POLITICA MENSALAO MANDATO LEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.