Sandisk anuncia HD de 32GB com chips de memória

A SanDisk anunciou o lançamento de um drive com chips de memória no estado sólido com de 32 Gigabytes de capacidade, compactado num case com 1,8 polegada. O modelo substitui outros HDs portáteis que usam discos magnéticos, aumentando a durabilidade dos dispositivos, já que a ausência de disco significa ausência de partes móveis, ou seja, estes HDs são mais resistentes a choques e quedas. ?Esse é um marco importante para a SanDisk em nossa incansável busca para criar novos mercados de grande escala para soluções de armazenamento em flash para consumidores no âmbito da computação pessoal?, disse Eli Harari, Diretor-presidente da SanDisk. ?Assim que começarmos a fornecer o drive SSD de 32 GB para notebooks esperamos observar sua crescente adoção nos próximos anos, à medida que continuarmos a reduzir o custo da memória flash. Quando esses dispositivos SSD ficarem mais acessíveis, esperamos que seus melhores recursos com relação aos drives de rotação de disco venham a criar uma nova categoria de consumo para a nossa rede de varejo em todo o mundo?, disse Harari. Segundo o executivo, a inclusão do novo HD da empresa em notebooks deve aumentar o preço para o usuário final em cerca de US$600 no primeiro semestre de 2007. Características técnicas O SanDisk SSD anunciado nesta data alcança taxa de leitura sustentada de 62 megabytes (MB) por segundo e taxa de leitura aleatória de 7.000 entradas/saídas por segundo (IOPS) em uma transferência de 512 bytes - mais de 100 vezes mais rápido que a maioria dos drives de disco rígido. Aproveitando esse desempenho, um laptop equipado com um SanDisk SSD pode fazer o boot do sistema operacional Windows Vista Enterprise em meros 35 segundos. Também pode atingir taxa média de acesso a arquivo em 0,12 milisegundos, em comparação com 55 segundos e 19 milisegundos, respectivamente, de um laptop com drive de disco rígido. Outra vantagem do SanDisk SSD é o baixíssimo consumo de energia em comparação com o consumo de um drive de disco rígido: 0,4 Watt em operação ativa versus 1,0 Watt. Isso é particularmente importante para prolongar a carga da bateria em benefício de usuários em campo.

Agencia Estado,

05 Janeiro 2007 | 16h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.