Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias >
Início do conteúdo

Secretaria diz que reforçará policiamento no Rio

10 de dezembro de 2013 | 19h 48
MARCELO GOMES - Agência Estado

A Secretaria de Segurança do Estado do Rio informou nesta terça-feira, 10, em nota, que reforçará o policiamento nas regiões onde foram registrados aumento nos índices de criminalidade. A nota destaca ainda que em janeiro serão formados 600 policiais militares e que, nesta terça, foi realizada cerimônia de formatura de 1.114 agentes e 135 delegados da Polícia Civil.

A Secretaria anunciou ainda que serão instaladas dez companhias destacadas da Polícia Militar nas zonas norte e oeste da capital, na Baixada Fluminense, em Niterói e São Gonçalo. Também afirmou que serão criadas mais duas delegacias especializadas para investigar homicídios (uma em Niterói/São Gonçalo e outra na Baixada Fluminense).

A nota é uma resposta aos dados anunciados nesta terça-feira pelo Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP), que divulgou que quatro dos seis crimes violentos monitorados mensalmente pela Secretaria registraram alta em setembro de 2013 frente ao mesmo período do ano passado. De acordo com o instituto, o crime de tentativa de homicídio registrou o maior crescimento, de 55%: foram 508 casos em setembro deste ano contra 331 no mesmo mês de 2012. Os homicídios dolosos (com intenção de matar) subiram 15%: foram 379 registros em setembro de 2013 frente a 331 no ano passado.

Em setembro deste ano houve quatro ocorrências de lesão corporal seguida de morte. Nenhum caso foi registrado no mesmo mês de 2012. E os casos de latrocínio (roubo seguido de morte) passaram de 13 em setembro do ano passado para 16 este ano. Já os crimes de lesão corporal dolosa (com intenção) e estupro registraram quedas de 2% e 5%, respectivamente.

Violência Policial

De acordo com o instituto, os registros de resistência com morte de opositor (os chamados "autos de resistência") também apresentaram grande crescimento: foram 41 casos em setembro de 2013 contra 15 no mesmo mês do ano passado - alta de 173%. O número de policiais militares mortos em serviço subiu de dois para três.

Também aumentaram a maioria dos crimes contra o patrimônio, com exceção da extorsão mediante sequestro, que caiu de 4 casos em setembro de 2012 para zero no mesmo mês deste ano. A maior alta foi de extorsão com momentânea privação da liberdade (conhecida como sequestro relâmpago): foram 13 registros em setembro de 2013 frente a 6 no mesmo período do ano passado.

Os seis principais indicadores de produtividade do trabalho policial registraram crescimento no período analisado. Apreensão de drogas teve aumento de 31%; armas apreendidas, 28%; recuperação de veículo, 50%; cumprimento de mandado de prisão, 8%; prisões, 29%; e apreensão de criança/adolescente, 73%.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão




Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo