Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias >
Início do conteúdo

Sem lágrimas, enclave africâner branco presta respeito relutante a Mandela

07 de dezembro de 2013 | 15h 18
STELLA MA - Reuters

Embora a morte do líder antiapartheid Nelson Mandela tenha desencadeado uma onda de tristeza coletiva ao longo da geralmente tensa divisa racial na África do Sul, os olhos permaneceram secos num enclave africâner branco no coração do país.

Mas mesmo em Orania, onde uma pequena comunidade de africâners isolou-se com o objetivo de preservar sua cultura e linguagem a todo custo, o ícone global que pregou uma ideologia contrastante de integração racial gera respeito.

Horas após o presidente Jacob Zuma anunciar a morte do líder de 95 anos de idade, sul-africanos de todas as etnias foram às ruas e à Internet para expressar pesar após seu falecimento e celebrar sua vida memorável.

O ex-presidente F.W. De Klerk, o último presidente branco que ajudou a desmontar o sistema do apartheid de racismo institucionalizado, disse que africâners têm "sentimentos muito positivos sobre Nelson Mandela" e prestarão luto por sua morte.

No entanto, na Orania, os cerca de 1.000 residentes se mostraram impassíveis.

"Pode-se genuinamente simpatizar com a morte de uma pessoa que é pai de alguém, marido, amigo de outros sem se apaixonar por ela", afirmou o presidente e filho do fundador do Movimento Orania, Carl Boshoff.

"Mas ele foi um grande indivíduo. Reconhecemos isso, podemos vê-lo e, dessa maneira, podemos dizer que compartilhávamos algo em comum com essa pessoa. Ele tinha mais graça, mais presença do que muitos outros."

Um grupo de jovens sentados em um café, com os olhos colados à tela de televisão sintonizado em um canal de linguagem africâner, apenas encolheu os ombros silenciosamente ao serem questionados se estavam monitorando a cobertura da mídia sobre o assunto.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão




Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo