Setor público tem déficit primário de R$5,515 bi em novembro

O setor público brasileiro registrou um déficit primário de 5,515 bilhões de reais em novembro, o primeiro resultado mensal negativo desde março de 2010, informou o Banco Central nesta sexta-feira.

Reuters

28 Dezembro 2012 | 12h02

Com esse resultado, tornou-se praticamente impossível o cumprimento da meta de 139,8 bilhões de reais mesmo com o abatimento de 25,6 bilhões de reais estimados pelo governo.

No acumulado do ano, o superávit primário somou 82,699 bilhões de reais. Isso significa que para cumprir o objetivo ajustado, o setor público deveria obter um superávit de 31,501 bilhões de reais.

O desempenho do resultado primário mensal foi deteriorado pelo governo central, que teve saldo negativo de 5,875 bilhões de reais, segundo o BC. As empresas estatais também tiveram resultado negativo, de 1,322 bilhão de reais, enquanto Estados e municípios registraram superávit de 1,682 bilhão de reais.

Com isso, os governos regionais somam 24,595 bilhões de reais de superávit primário no acumulado do ano. A meta desses entes federativos, no entanto, é de 42,8 bilhões de reais.

Em 12 meses até novembro, a economia feita para pagamento de juros foi equivalente a 1,93 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

O BC informou ainda que o déficit nominal ficou em 21,846 bilhões de reais no mês passado, levando o acumulado no ano a 112,062 bilhões de reais. Já a dívida pública ficou em 35,0 por cento do PIB em novembro.

(Reportagem de Tiago Pariz)

Mais conteúdo sobre:
BACEN PRIMARIO NOVEMBRO ATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.