Site indica que CIA e Vaticano editaram Wikipedia

Computador da agência dos EUA teria sido usado para mudar perfil do líder do Irã.

Jonathan Fildes, BBC

15 Agosto 2007 | 20h25

Um site com uma nova ferramenta virtual indica que usuários de computadores da CIA (agência de inteligência americana) e do Vaticano estão entre os responsáveis por edições nos textos do site Wikipedia, um dos mais populares do mundo para pesquisas na internet. A Wikipedia é uma enciclopédia virtual com milhares de artigos em dezenas de línguas, inclusive o português. A página permite que qualquer pessoa adicione ou modifique informações nela contidas. O novo site, chamado Wikipedia Scanner, permite saber a organização que estaria por trás das mudanças por meio do IP (um número que identifica cada computador ligado à rede) do computador usado pelo autor das alterações, mas não identifica o nome dele. O Wikipedia Scanner descobriu, por exemplo, que computadores da CIA foram usados para mudar o conteúdo da página da Wikipedia sobre o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad. Alguém na agência americana teria adicionado a interjeição "Waaaaaaaah!" no texto sobre o mandatário iraniano, antes de uma parte sobre os planos do líder para a sua Presidência. Por conta disso, o perfil do editor anônimo na Wikipedia ficou manchado com uma advertência dos administradores do site. "Você recentemente vandalizou um artigo da Wikipedia, e você está sendo solicitado a parar com esse tipo de comportamento", diz a mensagem. Um porta-voz da CIA disse que não pode confirmar se pessoas usando computadores da agência de fato editaram a Wikipedia, mas enfatizou que "a CIA tem uma missão vital na proteção dos Estados Unidos e o foco da agência está lá, nesse trabalho decisivo". O Wikipedia Scanner também descobriu que computadores do Vaticano foram usados para remover parte do conteúdo da página sobre o líder do partido republicano irlandês Sinn Féin, Gerry Adams. Na edição, foram retirados links para artigos de jornal publicados em 2006 que dizem que as digitais de Adams foram encontradas em um carro usado em um duplo homicídio em 1971. Empresas também estão entre as organizações que a Wikipedia alega que editaram conteúdo da enciclopédia virtual. Uma das acusadas é a Diebold, companhia responsável pelo fornecimento de urnas eletrônicas usadas nas polêmicas eleições americanas do ano 2000. Em outubro de 2005, uma pessoa usando um computador da Diebold retirou parágrafos da página sobre Walden O''Dell, presidente da empresa. Os parágrafos, que revelavam se ele foi um "grande arrecadador de fundos" do presidente George W. Bush, foram depois recolocados no ar. O Wikipedia Scanner foi criado pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia. Ele faz o cruzamento das informações de um banco de dados de IP com a lista das modificações das páginas, que já podiam ser acessadas na Wikipedia ao se clicar no link intitulado "história" no alto de uma página do site. "Nós realmente valorizamos transparência e o scanner de fato leva isso a outro nível", disse um porta-voz do site. "O Wikipedia Scanner pode evitar que uma organização ou indivíduos editem páginas que não deveriam." BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
wikipedia cia vaticano edicao mudancas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.