1. Usuário
Link
Assine o Estadão
assine

Sites também ajudam a melhorar português

Marcus Vinícius Brasil

14 Julho 2008 | 00h 00

Para quem estiver aprendendo um idioma na web, as facilidades não param nas redes sociais. Há sites que oferecem ferramentas para agilizar o aprendizado de línguas, solucionar dúvidas de pronúncia e oferecer ajuda através de vídeos didáticos (ver texto ao lado). Mas, além de facilitar a vida de quem estuda línguas estrangeiras, a tecnologia oferece soluções para destrinchar a boa e velha gramática portuguesa. Um bom começo é procurar por extensões para navegadores como o Firefox ou Internet Explorer. Há inúmeras opções de add-ons (ver algumas dicas no Saiba Como desta edição), inclusive de dicionários e ferramentas de tradução. Em vez de navegar por sites ou recorrer aos livros tradicionais, esse tipo de atalho quebra um bom galho. O FoxLingo (do Firefox), por exemplo, oferece um pacote que inclui tradução de páginas na web para cerca de mil idiomas e uma centena de links para sites de de aprendizado de línguas. Também há endereços na web nascidos para solucionar pequenas dúvidas de português. O Só língua Portuguesa (www.solp.com.br), por exemplo, lança luz sobre algumas das maiores fontes de erros gramaticais. Para acessar todo o conteúdo, basta preencher um cadastro gratuito. Desde dúvidas mais básicas – como a diferença entre "mau" e "mal" – até material sobre morfologia, sintaxe e semântica estão no endereço, que reúne também jogos, provas online e exercícios resolvidos. No Gramática On-line www.gramaticaonline.com.br), a proposta é semelhante. O endereço possui exercícios de ortografia, fonética, dicas para uso de hífen, pronomes e verbos. Além do "grosso" gramatical, o menu inclui um guia para o estudante evitar pegadinhas idiomáticas. Há até um agregador de sites educacionais disponível na internet. O INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais – mantém a Biblioteca Virtual de Educação (http://bve.cibec.inep.gov.br), em que estão reunidos sites educacionais brasileiros e estrangeiros. Lá você encontra bibliografias, endereços sobre educação infantil, etc. COLABORAÇÃO Outra maneira de encontrar informação na internet – se você confia em wikis elaborados a partir do esforço coletivo – é o Wikcionário (www.pt.wiktionary.org). Apesar de ser um pouco diferente dos dicionários aos quais estamos acostumados, o interessante do site é que ele encara o português de uma maneira menos localizada, considerando expressões não apenas usadas no Brasil ou em Portugal, mas também algumas definições características de Angola, Cabo Verde e Moçambique, onde também se fala o idioma de Camões. Tudo graças ao caráter colaborativo do site.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo