SP vai manter ambulantes longe do réveillon na Paulista

A São Paulo Turismo confirmou ontem a realização da Festa de Réveillon na Avenida Paulista. Mas nem o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM) deu, à noite, certeza sobre a festa. ?Sei que estão acertando detalhes com patrocinadores.? O presidente da Comissão de Gerência da Avenida Paulista, João Maradei, disse que a Polícia Militar, a Guarda Civil Metropolitana e as Subprefeituras da Sé, de Pinheiros e da Vila Mariana vão montar um esquema especial para manter os ambulantes afastados da 12ª edição do evento. Além da Festa do Réveillon, os ambulantes atuam na Corrida São Silvestre, que começa e termina na Paulista, na tarde do dia 31. ?Na chegada da São Silvestre, a concentração de ambulantes é muito grande. Eles atrapalham a premiação, os corredores e o público?, disse Maradei. Para evitar que os policiais tenham de, como disse Maradei, ?correr atrás de ambulantes?, o que pode provocar confusão, será montado um esquema para evitar que eles atuem na região. Para atender o público, serão instaladas barracas para a venda de bebidas. ?Vai haver uma estrutura montada e autorizada para isso (venda).? A Prefeitura, no entanto, não detalhou como vai funcionar esse sistema. Da mesma forma, a SP Turis também não decidiu a programação definitiva da festa e, por isso, não divulgou um cronograma de atrações. Segundo Maradei, os eventos devem ser decididos em reunião na sexta-feira. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

03 Dezembro 2008 | 09h19

Mais conteúdo sobre:
Réveillon SP Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.