Steaks, a luta do século

Em Nova York, o veterano Peter Luger, de 121 anos, é desafiado pelo novato Wolfgang's, de 4

Luiz Henrique Ligabue, O Estado de S.Paulo

29 Maio 2008 | 03h14

É o combate do século. De um lado, o mais famoso veterano do steak, 121 anos, com um cartel impecável. Do outro, o desafiante, 38 anos de experiência, mas só 4 de ringue. O decano é Peter Luger Steak House, e o desafiante, Wolfgang''s Steak House, seu descendente direto. Os dois são as grandes referências da carne em Nova York. O primeiro fica fora da ilha de Manhattan, mas não muito, logo aos pés da Ponte do Brooklyn. Seus salões com mesas e cadeiras de madeira dão ao local um clima informal. O segundo tem duas unidades na ilha: uma em Greenwich Street, no badalado bairro de Tribeca, outra na nobre Park Avenue. Ambas têm ambiente moderno e mais formal. Depois de outros desafiantes, agora é a vez do Wolfgang''s tentar arrebatar o título dos pesos pesados do melhor steak dos EUA. Peter Luger não se intimida e contra-ataca brandindo a tradição. O velho ranheta tem suas manias e táticas: pagamento, só em dinheiro ou com o cartão do restaurante; horário definido para alguns pratos, como as clássicas Luger''s Special German Fried Potatoes - batatas semifritas, com bacon e manteiga e gratinadas no forno -, servidas somente no jantar; equipe de garçons temperamentais com décadas de serviço; e cardápio à prova de mudanças e modismos. Lá se come pão de cebola, salada de tomate, porterhouse steaks (a carne, selecionada pela família, é maturada no próprio restaurante), creme de espinafre, cheesecake ou sundae de sobremesa. Há opções ao steak, mas ninguém vai ao templo da carne para comer frango ou peixe. O peixe no cardápio é para o caso de aparecer algum ''vegetariano''. O desafiante, Wolfgang''s, nasceu das mãos de Wolfgang Zweiener, que depois de 38 anos servindo na casa de Peter cansou das ''implicâncias do velho'' e resolveu abrir a sua. Lá, todos os cartões são aceitos, as batatas germânicas podem ser degustadas no almoço, a carta de vinho é extensa e os garçons são menos geniosos. O restante - na verdade, o principal -, a técnica de maturar e grelhar em alta temperatura peças de steak de altíssima qualidade, Zweiener aprendeu durante os anos na linha de frente do Luger. Nesse tempo ainda deu para aprender outros detalhes que fazem, ou melhor, não fazem, a diferença. O molho , o maravilhoso creme de espinafre e outros detalhes que construíram o mito Peter Luger estão presentes no Wolfgang''s. O vencedor do combate deve ganhar por pontos. Eis os principais parâmetros. Cerveja ou vinho? Cerveja é no Luger. Lá é possível tomar a Brooklyn beer, escura, forte e deliciosa. Vinho é no rival. Salada de Tomate. Tanto faz. As duas casas têm ótimos fornecedores. Molho da casa. Também tanto faz. Nas duas casas o molho não passa de uma versão caseira de catchup. Claro que infinitamente melhor que o melhor que você achar no mercado. O porterhouse steak. Nos dois estabelecimentos você vai comer muito e muito bem. A carne com manteiga vem chiando no prato quente. Não tente interferir no ritual, principalmente no do Luger, quando o garçom servir diferentes pedaços de carne - tostados por fora e sangrando por dentro, e jogar um pouco da manteiga derretida sobre a porção, ''com a bênção do seu cardiologista'', informa o garçom. Creme de espinafre. O do Luger é de arrepiar, vale uma visita. E não é que Wolfgang consegue copiá-lo direitinho? Cheesecake. Peter Luger, fácil, fácil. Não sei se eles sabem, mas o deles é sublime, sem maiores definições. 33O serviço. Nas duas casas, impecável, sem os excessos da simpatia profissional. Nem o mais velho dos turrões pode com a simpatia de uma garotinha de 1 ano e dois meses que acompanhou ambas as visitas. A conta. Você escolhe, a diferença é pouca. No Luger, o steak para duas pessoas sai por US$ 85, em dinheiro; no Wolfgang''s, US$ 75,90 no cartão. - 4, Park Avenue, (1) 212 8893369

Mais conteúdo sobre:
steaks new york peter luger wolfgangs

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.