Surpreendentes aromas e sabores do Vietnã; veja receita

Ervas e temperos são os astros da cozinha local

28 Maio 2008 | 19h57

Vamos dizer a verdade: o que nós brasileiros sabemos sobre o Vietnã? Se esquecermos da guerra, que já terminou há mais de três décadas, talvez a resposta seja quase nada. Uma pena. O país surpreende tanto como destino turístico quanto gastronômico. Nas minhas últimas férias, acabei indo parar lá. A inspiração partiu dos comentários entusiasmados do chef Anthony Bourdain sobre o país. Ele dedica grande parte do seu livro Em Busca do Prato Perfeito à comida vietnamita e escreveu no Financial Times que pretendia se mudar para lá, tamanha era sua paixão pela comida local. Bourdain é polêmico, mas estava certo. Mais suave do que a tailandesa, a vietnamita é uma cozinha que abusa de ervas frescas e temperos que proporcionam sabores simultâneos: doce, salgado, azedo, apimentado, refrescante. Tudo na medida certa. O prato mais tradicional do país, o pho, consumido em todas as refeições, é um exemplo dessa complexidade de sabores. Aos poucos, em uma barraquinha na calçada ou em um restaurante mais sofisticado, você identifica alguns dos 20 ingredientes dessa aparentemente simples sopa de macarrão de arroz: canela, gengibre, cardamono, anis-estrelado, manjericão, coentro, cebolinha, limão, além de carne de boi finamente fatiada. O arroz é onipresente, na sua forma original ou como ingrediente (panqueca, folha de arroz, macarrão). Carnes de boi e porco também entram em grande parte das receitas, mas o extenso litoral oferece frutos do mar fresquinhos que fazem mais o meu gosto. Para que minha recente descoberta não ficasse apenas na lembrança, aproveitei a visita a Hoi An, uma das cidades mais charmosas do litoral vietnamita, para fazer um curso de culinária. Na companhia de australianos, suecos e canadenses visitei uma horta orgânica e o mercado local antes de chegar à escola Red Bridge, uma das mais conhecidas da região. Lá seguimos as instruções de um simpático professor e preparamos pratos consagrados do menu vietnamita - inclusive fizemos nosso próprio macarrão de arroz. Repetir as receitas que aprendi no Vietnã não me parece difícil. Mas nada substituirá o prazer que senti em descobrir aos poucos pratos de um cardápio totalmente desconhecido - uma seqüência deliciosa de surpresas.   Tom Nuong La Chuoi Camarão com capim-limão na folha de bananeira     Ingredientes 2 talos de capim-limão 2 cebolas pequenas (shallots) 1 dente de alho ½ pimenta vermelha ½ colher de chá de pimenta-do-reino  ½ colher de chá de sal ½ colher de chá de açúcar 2 colheres de chá de óleo (soja ou girassol) 2 folhas de bananeira     Preparo   Corte os talos do capim-limão em rodelas finas, como alho-poró, e coloque em um pilão. Adicione as cebolas, o alho e a pimenta cortados em pedaços pequenos, além do sal, a pimenta-do-reino e o açúcar. Amasse tudo no pilão até conseguir uma pasta. Adicione o óleo e envolva o camarão com a pasta.   Coloque a folha de bananeira na chama do fogão para murchar. Faça pacotinhos com a mistura de camarão e a folha de bananeira e, se desejar, embrulhe mais uma vez com papel-alumínio. Asse na churrasqueira por 7 minutos de cada lado (ou um pouco mais na grelha elétrica).   Receita da Red Bridge Cooking School, Hoi An, Vietnam.

Mais conteúdo sobre:
vietna culinária camarão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.