1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Symantec conversa com governo chinês após relato de proibição de software

REUTERS

10 Julho 2014 | 12h 29

A desenvolvedora norte-americana de softwares de segurança Symantec disse estar mantendo discussões com autoridades em Pequim após um jornal estatal chinês relatar que o Ministério de Segurança Pública do país proibiu o uso de um de seus produtos.

O jornal China Daily publicou no dia 4 de julho que o ministério havia emitido uma ordem para que unidades no país inteiro desinstalassem produtos de prevenção contra perda de dados da Symantec, dizendo que o software "poderia representar riscos à informação".

O jornal disse também que o site chinês de notícias Sohu.com havia publicado que o departamento de segurança pública proibiu os produtos de prevenção de perda de dados da Symantec de projetos futuros de compras.

A porta-voz da Symantec, Colleen Lacter, disse à Reuters que a companhia estava em discussões com o governo chinês sobre o assunto, embora tenha se recusado a confirmar ou negar a matéria do jornal sobre o que aconteceu.

"As discussões estão continuando e é precipitado entrar em detalhes agora", disse Lacter via email.

O ministério não quis dar comentários imediatamente por telefone e não respondeu a perguntas enviadas por fax.

(Por Jim Finkle)