1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Tarifa de ônibus sobe hoje para R$ 2,70 em SP

AE - Agencia Estado

04 Janeiro 2010 | 08h 34

A partir de hoje, a tarifa de ônibus em São Paulo passa a ser de R$ 2,70, valor 17,4% maior do que a tarifa anterior, de R$ 2,30. Desde 2006, o preço da passagem não era reajustado. Em 2008, para cumprir uma promessa eleitoral, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) manteve a tarifa congelada. Segundo a Prefeitura, o novo valor "corresponde apenas à defasagem provocada pela inflação desde novembro de 2006".

De acordo com a administração municipal, o dinheiro gasto pela população com as passagens de ônibus ainda não cobre as despesas com o transporte público. No ano passado, a Prefeitura gastou mais de R$ 800 milhões com subsídios, valor que superou em mais de R$ 200 milhões o orçamento previsto.

Para manter o valor da tarifa em R$ 2,30 por três anos, a Prefeitura precisou usar no setor parte do dinheiro que seria investido em obras do Rodoanel e na expansão do metrô. Neste ano, a previsão é de que a Prefeitura repasse R$ 360 milhões, em subsídios, às empresas.

O último reajuste, em novembro de 2006, foi de 15% e elevou o preço da passagem de R$ 2 para R$ 2,30.Com o novo valor, sobe também o preço da integração do ônibus com o metrô. Até ontem, os passageiros podiam fazer a transição entre os sistemas pagando R$ 3,65. Agora, o valor sobe para R$ 4.

Inspeção veicular

Com dez endereços possíveis para a marcação dos testes, o agendamento para o calendário de 2010 da inspeção veicular ambiental começa amanhã para carros, motos, ônibus e veículos leves a diesel com placas de final 1. Os testes, que serão realizados a partir de 1.º de fevereiro, são agendados pela internet, pelo site www.controlar.com.br.

O agendamento tem como base o cronograma de licenciamentos de veículos do Detran-SP e só é possível após pagamento de uma taxa de R$ 56,44 e a compensação bancária. O valor da tarifa não será mais devolvido pela Prefeitura.

Neste ano, toda a frota registrada na cidade, ou cerca de 6,5 milhões de veículos, será convocada. O objetivo do programa é reduzir a emissão veicular de poluentes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.