Telefónica planeja listar até 15% da unidade latino-americana--jornal

A espanhola Telefónica planeja realizar uma oferta pública de 10 a 15 por cento da sua unidade latino-americana, disse nesta segunda-feira o presidente-executivo da controladora da Vivo ao Financial Times.

Reuters

03 Dezembro 2012 | 08h02

Segundo Cesar Alierta, o grupo espanhol planeja a listagem dessa fatia "para mostrar que o valor total é muito maior do que a avaliação da Telefónica".

Uma oferta da unidade pode atrair investidores diante das boas perspectivas oferecidas pela região de rápido crescimento, especialmente em relação à Espanha, onde a receita da Telefónica nos nove primeiros meses do ano caiu 13 por cento ante o mesmo período do ano passado.

O banco português Espírito Santo avalia a unidade latino-americana da Telefónica em 39,4 bilhões de euros (51,2 bilhões de dólares), sendo que o grupo poderia levantar mais de 4 bilhões de euros com a venda de 10 a 15 por cento de participação, de acordo com o jornal.

A operação ainda não teve aprovação do conselho, acrescentou a publicação.

Alierta disse que não há outra grande venda de ações programada e que o grupo não tem "intenções de listar o negócio britânico", apesar das recentes especulações do mercado.

A Telefónica afirmou, anteriormente, estar no caminho para diminuir sua dívida para quase 50 bilhões de euros, ante 58 bilhões, após a listagem da unidade alemã.

A companhia vendeu diversos ativos neste ano, inclusive parte da fatia na China Unicom e o serviço de call center Atento.

(Por Jesús Aguado)

Mais conteúdo sobre:
TELECOM TELEFONICA ALATINA LEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.