Telemar quer lançar serviço de TV por Internet em 2007

A TV por Internet (IPTV) e a entrada das operadoras de telefonia nesse tipo de serviço são consideradas tendências irreversíveis por participantes do IPTV World Forum Latin America, no Rio. O diretor de Televisão e Serviço Multimídia da Telefonica do Peru, Werner Schuler, explicou que a empresa usa satélites a partir do Peru para oferecer o serviço de televisão para América Latina. A TV do grupo já está no ar no Peru e no Chile e na semana que vem estará entrando no ar na Colômbia. No Brasil, "existem limitações regulatórias neste momento", disse. "Nosso serviço é de distribuição de TV. Não temos intenção de produzir conteúdo", disse. O executivo explicou que parte da programação na região é comum para os diferentes países, como é o caso de canais como o HBO e Cartoon Network. A Telemar espera lançar ainda este ano serviço de IPTV. No ano passado a empresa comprou a televisão a cabo Way TV que fica em Minas Gerais e espera desde agosto uma resposta da Anatel para operar a televisão. O diretor da empresa de equipamentos eletrônicos ZTE do Brasil, Thiago Haidar, acredita que os problemas regulatórios tendem a ser superados. "A IPTV é uma realidade no mundo e um caminho sem volta", afirmou. Mesma opinião tem o gerente de soluções de IPTV da Siemens, Sérgio Sevileanu. De acordo com ele, com a IPTV as operadoras vão concorrer com as emissoras de televisão e os serviços de IPTV também concorrerão com a TV Digital. Ele explica que uma diferença básica entre as duas tecnologias é que o IPTV pode atender ao interesse de cada assinante em cada momento, enquanto na TV Digital uma mesma transmissão é feita para os vários telespectadores. "Com o IPTV, o assinante escolhe o filme que quer ver e assiste no momento em que quiser, não precisa esperar a hora como no pay-per-view da TV Digital", disse.

Agencia Estado,

30 Janeiro 2007 | 18h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.