Tem comida brasileira no Punta del Leste Food & Wine Festival

As belas praias de Punta del Leste, no Uruguai, terão um concorrente nos fins de semana de novembro: a boa cozinha

11 Novembro 2010 | 09h18

 

Na década de 60, Punta del Leste ficou famosa por seu festival de cinema. Agora a cidade uruguaia quer chamar a atenção por outro atributo valioso: a boa comida. O balneário, a 140 km da capital Montevidéu, sedia ao longo deste mês, apenas nos fins de semana, a primeira edição do Punta del Leste Food & Wine Festival.

Neste sábado, dia 13, o jantar Aquarela do Uruguai reunirá três chefs brasileiros: Mara Salles, do Tordesilhas; Maurício Ganzarolli, do Bananeira; e Marina Moraes, do Gardênia.

O cardápio pré-jantar terá bolinho de siri e coxinha de frango confitada e acompanhada de mandioca e catupiry. Depois será servido um menu com quatro pratos e duas sobremesas. Mara Salles fará caldinho de feijão-preto e bobó de camarão. Maurício Ganzarolli preparará ceviche de corvina com salada de manga e chile fresco e Marina Moraes, cordeiro à moda nordestina cozido lentamente. Para finalizar, abacaxi caramelizado com gelatina de cachaça e sorvete de coco e abacaxi crocante, além de crème brûlée de banana aromatizado com gengibre e baunilha da Amazônia.

A ideia de incluir um jantar brasileiro no evento foi uma "escolha fácil", segundo o curador e diretor do festival. "Já faz quatro anos que percorro os restaurantes de São Paulo e ainda me surpreendo com os ingredientes. Sou fanático pela gastronomia brasileira e queria que os uruguaios tivessem a chance de conhecer um pouco dela", diz o diretor do Punta del Leste Food & Wine Festival, Gabriel Bialystocki, em entrevista ao Paladar, por telefone, de Punta del Leste.

 
 Sabor. O chef Maurício Ganzarolli prepara ceviche de corvina com salada de manga e chile fresco
No fim de semana seguinte, dia 20, o uruguaio Gastón Yelicich, do Isla de Flores, em Montevidéu, recebe Ben Ford, do Ford Filling Station, em Los Angeles, e Toshio Tomita, do Nobu, em Nova York. Vão preparar, a seis mãos, um almoço no Hotel del Lago.

Quem encerra a programação, no dia 27 de novembro, é um dos cozinheiros mais destacados e respeitados da Argentina: Francis Mallmann. No almoço Siete Fuegos, o chef do Garzón, em Pueblo Garzón, e do Patagonia Sur, em Buenos Aires, exibirá sua precisa técnica de cocção em altíssima temperatura.

O primeiro de muitos. O Punta del Leste Food & Wine Festival começa relativamente pequeno, com dois jantares e dois almoços. Mas a ideia de Bialystocki é preparar o paladar dos uruguaios - e dos turistas que visitam o balneário - para as futuras edições. "O início é sempre difícil, mas o jantar de estreia teve uma ótima receptividade. Servimos 270 pessoas. Esperamos que esse seja o primeiro Food & Wine de muitos outros", disse o diretor do festival.

Até o fim do mês o evento levará à cidade chefs argentinos, brasileiros e americanos. O primeiro jantar teve como tema a troca de influências, técnica e ingredientes da culinária argentina e uruguaia. A abertura do evento aconteceu no último dia 6 e reuniu na cozinha do Mantra Hotel os chefs Martín Arrieta, do Bar Gran Danzón, Hubert O'Farrell, do Restaurant O'Farrell, e Hernán Tayana, do T Restaurante.

 

ONDE COMER

Punta del Leste Food & Wine Festival

Confira a programação completa no site

 

 

Veja também:

linkDeixe longe das crianças

linkA fantástica fábrica de balas coloridas

linkQuer um drinque? Lamba um pirulito de vodca

linkJujubas para simular vinhos são coisa séria

linkVinhos para mastigar e outras doçuras

Leia mais:

linkOs embalos da Vila Madalena continuam

linkMcGee, o Professor Pardal da cozinha

linkUm (Quase) neófito entre muitas garrafas e degustadores

linkLíquido mineral e elétrico

linkQual o melhor hambúguer? Pode dar o seu voto

linkAmma lança chocolate com 100% de cacau

blog Blog do Paladar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.