Terremoto atinge o noroeste do Japão; assista

Abalo provocou incêndio em instalação elétrica de usina nuclear; sete morreram.

BBC Brasil, BBC

16 Julho 2007 | 11h08

Um terremoto no noroeste do Japão matou pelo menos sete pessoas e provocou um incêndio em uma instalação elétrica que é parte do complexo de uma usina nuclear. Os três reatores da usina de Kashiwazaki, na costa noroeste do Mar do Japão, foram fechados por precaução, dizem administradores das instalações. O incêndio na usina nuclear foi extinto e não houve liberação de radiação ou dano aos reatores segundo informações das autoridades. A Agência Nacional de Polícia japonesa afirmou que quatro homens e três mulheres - todos entre 70 e 80 anos de idade - morreram devido aos ferimentos causados pelo terremoto. Eles foram esmagados pelos prédios que desabaram devido ao tremor. O terremoto deixou pelo menos 300 feridos, após casas de madeira desabarem. Estradas e pontes ficaram danificadas. O terremoto atingiu 6,8 pontos na escala Richter. Takashi Otsuka, autoridade da cidade, afirmou que cerca de 2 mil pessoas foram retiradas de suas casas e dezenas de milhares estariam sem energia elétrica ou água. O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe foi até a região afetada. O epicentro foi perto da costa, e as autoridades haviam alertado inicialmente para a possibilidade de tsunamis. Mas as ondas que chegaram à costa tinham menos de um metro de altura. O tremor foi sentido em Tóquio, e o serviço do trem-bala foi interrompido brevemente. Terremotos são comuns no Japão, que fica em uma das áreas de maior atividade sísmica do mundo. Em outubro de 2004, um terremoto com magnitude de 6,8 pontos atingiu Niigata, matando 65 pessoas. Em 1995, um terremoto de magnitude 7,2 matou mais de 6,4 mil pessoas em Kobe. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.