1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Tiroteio fecha via Grajaú-Jacarepaguá; jovem é baleado

Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

20 Agosto 2014 | 10h 54

Três ônibus também foram incendiados; policiamento na região continua reforçado com agentes de outras UPPs

RIO - Um tiroteio no complexo de favelas do Lins de Vasconcelos, na zona norte do Rio, deixou uma pessoa baleada e fechou a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, que liga os bairros das zonas norte e oeste do Rio, por cinco horas, das 22h30 dessa terça-feira, 19, às 3h30, desta quarta-feira, 20. Três ônibus também foram incendiados.

Rômulo Macedo, de 18 anos, foi baleado na coxa e está internado no Hospital do Andaraí, na zona norte, em estado estável. O Comando de Polícia Pacificadora (CPP) apura as circunstâncias do ferimento.

De acordo com o CPP, por volta das 19h30 de terça, policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Camarista Méier checavam informações de que placas de candidatos a cargos públicos nas eleições de outubro estavam sendo cobertas no Morro do Gambá, quando houve troca de tiros com criminosos armados. Um grupo de bandidos conseguiu descer a Rua Vilela Tavares, no acesso à favela, e ateou fogo em lixo para obstruir a via e impedir que viaturas policiais passassem pelo local.

Pouco depois, bandidos atiraram contra policiais que estavam em um posto de policiamento no alto da serra Grajaú-Jacarepaguá. Nenhum agente se feriu.

Em seguida, segundo o CPP, um grupo de pessoas saiu da favela da Cotia, parou pelo menos três ônibus, mandou os passageiros descerem e incendiaram os veículos. O trânsito na Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá foi interrompido às 22h30. O Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar o incêndio e a via só foi desobstruída de madrugada, depois que as carcaças dos ônibus foram retiradas do local.

O policiamento na região continua reforçado com agentes de outras UPPs.

Morro do Encontro. Horas antes do fechamento da autoestrada, por volta das 17h, policiais da UPP do Lins patrulhavam a região de mata do Morro do Encontro, no Complexo do Lins, quando trocaram tiros com bandidos, que conseguiram fugir.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo