Transações comerciais do Brasil caem 22% em novembro

Balança registra saldo positivo de US$ 1,6 bilhão no mês, mas exportações e importações caem no período

Reuters e Agência Estado,

01 Dezembro 2008 | 11h18

A corrente de comércio (soma das exportações com as importações) do Brasil caiu 22% em novembro, para US$ 27,893 bilhões, em relação a outubro, quando as operações somaram US$ 35,817 bilhões. O valor é resultado de uma queda de 12,3% nas exportações, para US$ 14,753 bilhões, e de 16,5% nas importações, a US$ 13,140 bilhões. A balança comercial registrou em novembro superávit de US$ 1,613 bilhão, aumento de 32% frente ao saldo positivo de US$ 1,207 bilhão apurado no mês anterior, segundo a média por dia útil. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.     Veja também De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29 Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Dicionário da crise    No ano, o resultado acumulado é superavitário em US$ 22,433 bilhões. Pela média diária, o saldo acumulado é 38,6% menor que o verificado no mesmo período de 2007. A média das exportações registrou, no acumulado do ano, um crescimento de 25,2%. Mas a média das importações teve um crescimento bem maior: 46,3%. Em 12 meses, o superávit de US$ 26,072 bilhões é 37,09% menor que o registrado no período de dezembro de 2006 a novembro de 2007 e que foi de R$ 41,447 bilhões.   O superávit de US$ 1,613 bilhão registrado em novembro foi 20,14% menor que o do mesmo mês de 2007, com um crescimento de apenas 5% na média diária das exportações, e de 9,2% na média das importações. Analistas esperam que o País encerre o ano com superávit de US$ 23,6 bilhões, de acordo com pesquisa divulgada também nesta segunda-feira pelo Banco Central.

Mais conteúdo sobre:
MACRO BALANCA NOVEMBRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.