1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Três europeus teriam sido sequestrados na Líbia, dizem autoridades

REUTERS

06 Julho 2014 | 10h 39

Três funcionários europeus de uma companhia de construção italiana provavelmente foram sequestrados na Líbia, disseram autoridades dos governos líbio e italiano neste domingo.

A Líbia viu aumento nos sequestros de diplomatas, estrangeiros e líbios, com um governo fragmentado e um parlamento incapaz de controlar milícias que ajudaram a derrubar Muammar Gaddaffi em 2011.

Um carro usado pelos engenheiros da Itália, Macedônia e Bósnia foi encontrado abandonado na cidade de Zuwara, a oeste da capital Trípoli, disse à Reuters uma autoridade do conselho municipal local.

"Eles estão desaparecidos e suspeitamos que foram sequestrados", disse a autoridade, sem dar mais detalhes.

Um porta-voz do ministério das Relações Exteriores identificou o italiano como Marco Vallisa, funcionário da Piacentini Construzioni SpA baseado no norte da Itália, e disse que o ministério "presume que ele foi sequestrado".

O porta-voz recusou-se a dar mais detalhes sobre os outros dois desaparecidos.

(Reportagem de Ahmed Elumami e Gavin Jones)