UFRN pagou R$ 540 mil por uso de laboratórios

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) pagou R$ 540 mil à Associação Alberto Santos Dumont para Apoio à Pesquisa (AASDAP, administradora do Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra-IINN-ELS), durante um ano, pelo direito de usar as instalações do IINN-ELS para seu programa de pós-graduação em neurociências. O contrato durou de setembro de 2010 a setembro de 2011, o que acabou determinando o momento do "racha" com a ex-equipe de cientistas do instituto - que teriam adiado a saída por causa disso.

HERTON ESCOBAR E FELIPE FRAZÃO, Agência Estado

19 Dezembro 2012 | 09h17

Seguiu-se uma briga pela posse e direito de uso dos equipamentos que ficaram dentro do IINN-ELS; comprados com recursos públicos. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) disse ao jornal O Estado de S. Paulo que "os equipamentos comprados com projetos de pesquisa foram patrimoniados pela UFRN; sendo assim, esta questão da partilha está fora da competência do MCTI". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Mais conteúdo sobre:
neurociência UFRN pagamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.