Um cigarro de maconha equivale a até 5 de tabaco

Os usuários de maconha apresentam danos nos bronquíolos, usados para o transporte de oxigênio

REUTERS

31 Julho 2007 | 10h49

Fumar um cigarro de maconha é tão nocivo aos pulmões quanto até cinco de tabaco, segundo pesquisa divulgada por cientistas neozelandeses. Os usuários de maconha apresentam danos nos bronquíolos, usados para o transporte de oxigênio, e nas grandes vias áreas, o que bloqueia o fluxo de ar, segundo os pesquisadores. Por isso, os usuários de maconha costumam se queixar de chiados na respiração, tosse e peito carregado, de acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa Médica da Nova Zelândia. Eles examinaram 339 pessoas, divididas em quatro grupos -- fumantes de maconha, fumantes de tabaco, fumantes de ambos e não-fumantes. Só os tabagistas sofriam de enfisema, mas o consumo de maconha também afeta o funcionamento perfeito dos pulmões. "A extensão deste dano estava diretamente relacionada ao número de cigarros fumados, com um consumo mais alto ligado a uma maior incapacidade", disseram os autores do estudo, publicado na revista médica Thorax. "O efeito sobre os pulmões de cada cigarro de maconha era equivalente a fumar entre 2,5 e 5 cigarros (de tabaco) de uma só vez", diz o estudo. O governo britânico está discutindo se a maconha deve ser re-classificada como uma droga mais pesada, devido aos riscos associados às variedades mais fortes. "O perigo que a canabis representa à saúde respiratória está sendo consistentemente ignorado", observou Helena Shovelton, executiva-chefe da Fundação Britânica do Pulmão. "Fumar um baseado é mais nocivo para os pulmões do que fumar um cigarro, e acabamos de proibir as pessoas de fazerem isso em lugares públicos devido aos riscos para a saúde." Na semana passada, pesquisadores britânicos disseram que o uso da maconha amplia os riscos de surgimento de doenças psíquicas, como a esquizofrenia. (Por Michael Holden)

Mais conteúdo sobre:
maconha pulmão saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.