Universidade de Toronto e IBM lançam supercomputador

Máquina vai precisar de prédio próprio e será capaz de realizar 360 trilhões de cálculos por segundo

Reuters,

14 Agosto 2008 | 17h07

A Universidade de Toronto e a IBM estão construindo o supercomputador mais poderoso do Canadá, uma máquina que precisará de um prédio próprio para armazenamento e será capaz de realizar 360 trilhões de cálculos por segundo.   A expectativa é de que o sistema esteja entre os 20 supercomputadores mais rápidos do mundo e seja o maior fora dos Estados Unidos. Ele poderá armazenar dados equivalentes à capacidade de um milhão de DVDs normais.   A verba total do projeto, que inclui construção e custos de operação, é de pouco menos de 50 milhões de dólares canadenses (47 milhões de dólares) em cinco anos.   O poder é equivalente a "entre 30 mil e 40 mil computadores domésticos ligados conjuntamente", afirmou Chris Pratt, executivo da IBM do Canadá."O tipo de conexão entre partes do sistema permitirá o equivalente a dois filmes DVDs de tempo total para ser movimentado em um segundo", disse.   O supercomputador será um grande incentivo a cientistas da Universidade de Toronto e seus hospitais de pesquisa associados, já que ajudará em projetos e em uma série de áreas, que vão desde aeroespacial e astrofísica a previsões de alterações climáticas e composição de imagens médicas.   Em pesquisas, o sistema será usado para explorar o mistério científico moderno de por que a matéria tem massa e o que constitui a massa do universo.O financiamento está sendo fornecido pela Fundação Canadense para Inovação, em parceria com a província de Ontario e a universidade.   A construção do supercomputador irá envolver a maior implementação do sistema iDataPlex da IMB. Mais de 4 mil servidores serão interligados."Cada aspecto do sistema foi montado para ser o mais poderoso e também o mais eficiente em termos de energia", acrescentou Pratt.   Um data center será construído ao norte de Toronto. As instalações começarão no outono (do Hemisfério Norte) e é esperado que o supercomputador esteja funcionando plenamente já no próximo verão.

Mais conteúdo sobre:
IBM Computador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.