1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Vendaval foi causa da queda de torres do sistema de Itaipu

REUTERS

09 Junho 2014 | 17h 17

Um vendaval foi a causa da queda de duas torres no sistema de transmissão de Itaipu, na semana passada, segundo disse o presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, nesta segunda-feira, a jornalistas.

A queda das torres foi reportada na sexta-feira pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) que determinou a restrição do fluxo da energia da hidrelétrica de Itaipu para o sistema até o próximo dia 11.

Carvalho Neto ressaltou, que apesar do incidente, não houve queda de energia. "Esse episódio mostrou como o sistema está robusto", disse ele ao chegar ao Ministério de Minas e Energia, onde participa de reunião sobre a segurança do abastecimento energético durante a Copa do Mundo.

As tempestades no Sul do país vêm causando alagamentos no Paraná e a hidrelétrica de Itaipu está vertendo água desde domingo, ou seja, está deixando água passar diretamente pela barragem sem gerar energia nas turbinas, segundo informou a assessoria da empresa de Itaipu. A hidrelétrica está com duas calhas abertas, deixando verter cerca de 8 mil metros cúbicos de água por segundo atualmente.

Os dois circuitos que tiveram desligamento automático após a queda das torres são da linha Foz do Iguaçu - Ivaiporã, operada por Furnas.

(Por Leonardo Goy; com reportagem adicional de Anna Flávia Rochas)