Vigília virtual pelas florestas reúne 40 milhões de pessoas

A vigília em repúdio ao projeto de novo Código Florestal reuniu mais de 60 especialistas e jornalistas em três dias de transmissão ao vivo pela internet. De acordo com os organizadores, mais de 40 milhões de pessoas usaram a hashtag #florestafazadiferença para tuitar ou retuitar conteúdo veiculado durante as 72 horas de transmissão ininterrupta de informações sobre o assunto.

O Estado de S.Paulo

23 Setembro 2011 | 03h04

Artistas e celebridades também apoiaram a iniciativa, promovida pelo Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável. "Há muito tempo falamos em preservar as nossas florestas; a hora é agora", afirmou o ator Rodrigo Santoro. O diretor Fernando Meirelles também apoiou a campanha, assim como Marcos Palmeira, Regina Casé, Fernanda Torres, Marisa Monte e Mônica Torres.

Na quarta-feira, o projeto de lei que altera o Código passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e foi aprovado. "O aspecto positivo é que os senadores estão dispostos a discutir, diferentemente do que aconteceu na Câmara. Eles estudaram e entenderam a importância da matéria, mas infelizmente não transformaram essa compreensão em ações para alterar o relatório", resumiu Bazileu Margarido, do Instituto Democracia e Sustentabilidade.

O PL deve passar ainda pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Agricultura e Meio Ambiente da casa.

Margarido diz não saber se a vigília repercutiu junto aos senadores, mas crê que ela foi útil para instruir a população. "O sucesso da vigília mostrou que a sociedade está atenta e que o tema é relevante para a população."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.