1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Violência diminui, mas Salvador tem primeira morte

TIAGO DÉCIMO - Agência Estado

01 Março 2014 | 16h 13

Novidade da Prefeitura neste ano, o "fechamento" dos circuitos do carnaval, que agora podem ser acessados apenas por "pórticos" sinalizados - onde são feitas vistorias de equipamentos e revistas em vendedores ambulantes e foliões - começam a apresentar resultados na área da segurança pública.

De acordo com dados parciais relativos ao primeiro dia de desfiles de trios (quinta-feira), o número atendimentos médicos causados por agressão, o delito mais frequente na folia de Salvador, por exemplo, caiu de 123 casos, no ano passado, para 58, este ano.

Apesar do clima de aparente tranquilidade, foi registrado, na madrugada de hoje, o primeiro homicídio ocorrido nos circuitos da cidade. A vítima, identificada como Wellington de Jesus Santos, de 27 anos, foi morta a tiros nas proximidades da sede da Associação Cultural Casa D''Itália, nas imediações do início do Circuito Osmar (Campo Grande). Ainda não há suspeitos para o crime.

Em 2013, foram registrados três assassinatos no carnaval da cidade. Uma das vítimas morreu durante a festa e outras duas, vítimas de agressões durante a folia, não se recuperaram dos ferimentos e morreram nas semanas seguintes.