Você já conhece o sal de vinho?

A mistura aconteceu por acaso, ainda no século 18, quando os vinhos de Bordeaux eram transportados em barcos a vela. Certo dia, durante uma tempestade, algumas garrafas quebraram e o vinho se misturou à flor de sal que a embarcação também levava. De volta a Bordeaux, os marinheiros venderam o sal misturado com o vinho para a mulher do dono de uma loja de vinhos, que decidiu engarrafá-lo e usá-lo para cozinhar. A receita do sel de vin permaneceu na família e acabou sendo esquecida. Até que o francês Pascal Delbeck, organizando os documentos de sua avó, encontrou a "fórmula" e decidiu compartilhá-la com o mundo. "Hoje, a flor de sal vem da Île de Ré, um dos lugares mais renomados na produção desta variedade", explica o francês Geoffroy de la Croix, da importadora De La Croix (3034-6214), que vende o Sel de Vin de Delbeck a R$ 95. "Cada um tem sua particularidade", conta o chef Luiz Emanuel, do Allez, Allez!, referindo-se aos três tipos do sal: Merlot, Syrah e Cabernet. "Uso o Merlot com saladas e brie, pois é mais adocicado, o Cabernet com caças e o Syrah com atum."

Michelle Alves de Lima, O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2008 | 03h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.