Xbox 360 mostra força com novo controle

Microsoft é a primeira a revelar novidades de peso na feira E3 2009, a mais importante do mercado de games

Jocelyn Auricchio,

02 Junho 2009 | 16h48

O primeiro dia da E3 foi de tirar o fôlego. A feira começou oficialmente nesta terça, 2 de junho, mas na segunda, 1, quem roubou a cena foi a Microsoft. • The Beatles Rock Band A apresentação da Microsoft começou em grande estilo, com a presença de Paul McCartney e Ringo Starr mostrando o game. Além de permitir que 3 jogadores toquem os instrumentos, o game também permite que 3 vocalistas acompanhem a música, fazendo uma banda de 6 pessoas. O mais bacana da apresentação foi a abertura do jogo, que tem traz uma estética muito parecida com a de St. Pepper's, mas com visual atualizado. • Sem as mãos O maior anúncio da gigante americana foi uma nova tecnologia de controle, denominada Project Natal. Desde o lançamento do Wii existem rumores de que um sistema similar de detecção de movimento estaria sendo desenvolvido pela Microsoft. E realmente, o que foi apresentado é mais ou menos isso, mas de uma maneira completamente revolucionária. Um conjunto especial de câmeras binoculares consegue ler a posição do jogador no espaço de forma tridimensional, dispensando totalmente a necessidade de um aparato físico ligado ao videogame. O mais impressionante da tecnologia é a capacidade de interação com os jogos, que muda radicalmente. Em uma demonstração, Peter Molyneux, um dos maiores gênios do game design, mostrou Milo, um menino digital que consegue reconhecer expressões faciais, entende inflexões na voz e relaciona tudo isso para saber o sentimento da pessoa que interage com ele. • Metal Gear Outra bomba lançada pela Microsoft foi o anúncio de um novo capítulo da saga Metal Gear Solid para o console.  O criador do jogo, Hideo Kojima, falou sobre o novo capítulo da série, Metal Gear Solid: Rising, que tem como protagonista o ciborgue Raiden. Raiden apareceu pela primeira vez na série Metal Gear em Metal Gear Solid 2: Guns of the Patriots, para PlayStation 2. Na época, os fãs de Solid Snake torceram o nariz para o personagem, pois além da falta de carisma, ele não tinha a atitude de Snake. Como o Raiden de Rising será o ciborgue visto em Metal Gear Solid 4, é possível que essa má reputação seja apagada. • Halo Além da expansão Halo 3: ODST, a Bungie mostrou Halo: Reach, um game que mostra o início da carreira militar de Master Chief, o protagonista da série de tiro. Em um belo golpe de marketing, foi anunciado que junto com Halo 3: ODST virá um convite para o beta multiplayer de Halo: Reach. Estratégia semelhante já foi usada no passado, quando a Microsoft inclui um convite para o beta de Halo 3 no game Crackdown.   • Redes sociais Foi anunciada também a compatibilidade do serviço online Xbox Live com o Facebook e Twitter. As rádios da Last.fm também serão acessíveis direto pelo console.  O Xbox também ganhará a capacidade de rodar vídeos em alta definição via streaming.   • Mais lançamentos Vários novos games foram mostrados, como Crackdown 2, Left 4 Dead 2 e  Alan Wake. Shadow Complex, um novo jogo do serviço Xbox Live Arcade, parecia com o clássico Abuse, para PC. Com jogabilidade 2D, o game reforça a tendência de jogos com visual e jogabilidade retrô, que vêm ganhando força desde o ano passado. A apresentação de Forza Motorsports 3 também foi impressionante, pois finalmente um game tem munição para destronar Gran Turismo. O jogo, que roda a 60 quadros por segundo, o dobro da fluidez dos games concorrentes, além de contar com 400 carros reais licenciados — que sofrem dano por colisão, ao contrário de Gran Turismo — também traz modos de jogo que auxiliam jogadores novatos a entrar no clima do jogo, sem prejudicar quem espera simulação extrema. O mais bacana de Forza 3 é a possibilidade de se fazer manobras extremas com o carrro, como cavalos de pau e curvas laterais, no melhor estilo drift japonês. A primeira impressão é de que o jogo é um amálgama caprichado de Gran Turismo, Burnout e Need for Speed. Como primeiro fabricante a fazer sua apresentação na E3, a Microsoft tinha uma enorme responsabilidade nas mão. Tudo o que viria depois seria usado como comparação, para o bem ou para o mal. Como fez bonito, a Microsoft tem grandes chances de levar a melhor na E3 2009. Agora, é só esperar os lançamentos e, obviamente, a resposta dos concorrentes.

Mais conteúdo sobre:
games E3 Microsoft Xbox 360

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.