Yahoo entra no filão das redes sociais

Portal brasileiro vai lançar o serviço Perfis, que agrega

Lucas Pretti,

18 Agosto 2008 | 00h00

A lista de redes sociais não pára de crescer: Orkut, MySpace, Facebook, Windows Live, Last.FM, LinkedIn, Hi5... As empresas querem mesmo convencer os usuários de que a internet se transformará em sites de "convivência" – e o Yahoo Brasil acaba de engrossar o caldo. O portal lançou no sábado o Yahoo Eclipse, um pacotão de mudanças que, nos próximos meses, desembocará no Yahoo Perfis, mais uma rede social a disputar o gosto dos usuários brasileiros e a preferência dos anunciantes. A idéia inicial é unir os perfis de diversos serviços do Yahoo numa mesma página. Pelo que prometem os desenvolvedores, será possível compartilhar as fotos do Flickr, os links do Delicious, as perguntas no Yahoo Respostas e até as conversas do Yahoo Messenger. Seria só uma reorganização do portal não fosse a característica social: os amigos também ficarão por perto, com páginas públicas e poderão trocar mensagens (o que no Orkut se disseminou com o nome de scrap). Se o Yahoo está chegando "atrasado" ao mundo da internet social (o Orkut já tem mais de quatro anos, por exemplo), pelo menos já chega "completinho". A página do Yahoo Perfis será personalizável com fotos e aplicativos. Mas nada que os outros sites também não tenham (veja reportagem nas páginas L4 e L5), com a desvantagem de os programinhas do Perfis não aceitarem os códigos do OpenSocial, parceria entre empresas que chegou a uma linguagem comum de programação. O Yahoo até faz parte do acordo OpenSocial, mas optou por não oferecer a opção. Apesar disso, vai manter as linhas de código (APIs) abertas para quem quiser desenvolver seu próprio aplicativo e postar no site. "Tecnicamente o Yahoo Perfis não é uma rede social, mas uma mudança de atitude do portal em relação à internet", afirma o diretor de produtos do Yahoo Brasil, Fabio Boucinhas. Ele repete exaustivamente o jargão de que o Yahoo quer ser a "porta da entrada" da internet. Por trás do slogan há um conceito realmente diferente. Com o lançamento do Yahoo Eclipse, anteontem, o portal ganhou nova roupagem e passará a oferecer conteúdo inclusive de concorrentes. Desde que, explica Boucinhas, seja "relevante" para o usuário do Yahoo (cerca de 3 milhões por dia). "Se algo da Globo, do Terra, do UOL ou do Google se destacar, estará na nossa home." É discutível, claro, mas de fato uma mudança de concepção rumo à internet "aberta". Por outro lado, impossível não relacionar o novo Yahoo à crise mundial que vive a empresa com a liderança de longe do Google. A Microsoft faz e refaz ofertas, mas Jerry Yang, o CEO do Yahoo, não vende. Uma tentativa de dar identidade ao portal parece estar só agora em curso. O Yahoo está querendo ser "irreverente", segundo Boucinhas. Exemplos disso são os novos layouts diferentes do portal durante o dia e à noite e a adoção da cor roxa. Então tá.

Mais conteúdo sobre:
internet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.