Yahoo inicia testes do sistema Panamá para clientes novos

O Yahoo divulgou na noite da segunda-feira a abertura para testes da nova plataforma de publicidade para clientes novos e potenciais conversão de rivais, avançando em sua esperada atualização. O sistema, conhecido como "Panamá", está disponível desde outubro para quem já é cliente do Yahoo e esta semana estará disponível também para novos anunciantes que assinarem uma conta no Yahoo. "Nos últimos dois meses não tivemos respostas abaixo de extraordinariamente positivas", disse Steve Mitgang, vice-presidente sênior dos produtos de publicidade do Yahoo e das unidades de plataformas, em entrevista por telefone. O Yahoo realiza uma transição planejada antes de mudar totalmente o sistema de publicidade nos Estados Unidos durante o primeiro trimestre de 2007, dando a clientes tempo para adaptar o novo sistema a seus próprios planos de publicidade online. "Os sistemas obviamente estão em um nível de escala, desempenho e estabilidade que achamos que podemos levar para todos os clientes", disse Mitgang. Recuperação O Yahoo espera que a atualização de seu sistema ajude a empresa a diminuir a distância da eficiência da publicidade com o rival Google, mesmo com a Microsoft se preparando para oferecer seu próprio sistema. A operação está funcionando através do convite a centenas de milhares de clientes para que façam atualização para usar o novo sistema. Esta é a primeira grande atualização desde que o Yahoo adquiriu o sistema da Overture em 2003. Atrasos na implementação foram o principal responsável pela queda de 32 por cento no preço da ação do Yahoo desde o início do ano. O Yahoo está organizando a transição por país e anunciantes nos EUA continuarão recebendo convites para a atualização até o fim do ano e no primeiro trimestre. Depois da mudança nos EUA, o Yahoo planeja expandir o novo sistema de publicidade para mercados internacionais. O projeto Panamá oferece a anunciantes melhoras como a possibilidade de alterar diferentes anúncios através do sistema para encontrar o mix mais eficaz, orçamento baseado na expectativa de resultado e uma forma de testar buscas com termos diferentes para saber a eficiência e a meta geográfica. O Yahoo divulgou na noite da segunda-feira a abertura para testes da nova plataforma de publicidade para clientes novos e potenciais conversão de rivais, avançando em sua esperada atualização. O sistema, conhecido como "Panamá", está disponível desde outubro para quem já é cliente do Yahoo e esta semana estará disponível também para novos anunciantes que assinarem uma conta no Yahoo. "Nos últimos dois meses não tivemos respostas abaixo de extraordinariamente positivas", disse Steve Mitgang, vice-presidente sênior dos produtos de publicidade do Yahoo e das unidades de plataformas, em entrevista por telefone. O Yahoo realiza uma transição planejada antes de mudar totalmente o sistema de publicidade nos Estados Unidos durante o primeiro trimestre de 2007, dando a clientes tempo para adaptar o novo sistema a seus próprios planos de publicidade online. "Os sistemas obviamente estão em um nível de escala, desempenho e estabilidade que achamos que podemos levar para todos os clientes", disse Mitgang. Recuperação O Yahoo espera que a atualização de seu sistema ajude a empresa a diminuir a distância da eficiência da publicidade com o rival Google, mesmo com a Microsoft se preparando para oferecer seu próprio sistema. A operação está funcionando através do convite a centenas de milhares de clientes para que façam atualização para usar o novo sistema. Esta é a primeira grande atualização desde que o Yahoo adquiriu o sistema da Overture em 2003. Atrasos na implementação foram o principal responsável pela queda de 32 por cento no preço da ação do Yahoo desde o início do ano. O Yahoo está organizando a transição por país e anunciantes nos EUA continuarão recebendo convites para a atualização até o fim do ano e no primeiro trimestre. Depois da mudança nos EUA, o Yahoo planeja expandir o novo sistema de publicidade para mercados internacionais. O projeto Panamá oferece a anunciantes melhoras como a possibilidade de alterar diferentes anúncios através do sistema para encontrar o mix mais eficaz, orçamento baseado na expectativa de resultado e uma forma de testar buscas com termos diferentes para saber a eficiência e a meta geográfica.

Agencia Estado,

12 Dezembro 2006 | 16h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.