Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > São Paulo
Início do conteúdo

Cheia destrói motos e carros da polícia

Novas viaturas tinham acabado de chegar

13 de dezembro de 2013 | 2h 01
Marcelo Gomes - O Estado de S.Paulo

Nove viaturas zero-quilômetro que haviam chegado na última terça-feira à Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Rio, na zona norte da capital, ficaram inutilizadas após terem sido completamente cobertas pela água durante o temporal que atingiu a Região Metropolitana entre a noite daquele dia e a manhã seguinte. A água chegou a 2,2 metros de altura no pátio onde estavam estacionadas as novas viaturas (três Blazers com logotipo da PRF e seis Renault Fluences descaracterizados). Os veículos nem sequer foram usados no policiamento das rodovias federais. Agentes da PRF no Rio haviam trazido as viaturas de São Paulo, no dia anterior.

O helicóptero da instituição escapou por pouco. "Para salvá-lo, o piloto teve de levantar voo mesmo naquele temporal", disse o inspetor José Roberto de Lima, chefe da seção de Policiamento e Fiscalização.

Cerca de 30 outras viaturas usadas, a maioria ainda em condições de funcionamento, também ficaram completamente submersas. A maioria delas estava abrigada numa garagem localizada atrás do prédio da Superintendência da PRF. No local também estavam cerca 27 motocicletas Harley Davidson, ano 2007. Pelo menos dez viaturas Blazer da Força Nacional de Segurança que estavam paradas numa área ao lado da PRF também foram cobertas pela água. Tudo foi danificado pela enchente.

O serviço 191, telefone de emergência da PRF, está fora do ar em todo o Estado do Rio, porque a central de telefonia que fica na Superintendência também foi atingida pela água e está inoperante. Em média, a central recebe mil ligações por dia. Ainda não há previsão para restabelecimento do serviço.

O expediente administrativo na Superintendência só será retomado na semana que vem. Já nas delegacias da PRF nas rodovias federais que cortam o Estado, o funcionamento é normal. Serviços como recursos de multas ou emissão de Boletins de Registro de Acidentes de Trânsito (BRATs) devem ser feitos nas delegacias ou pelo site da PRF (www.prf.gov.br).

A Superintendência da PRF fica entre a Dutra (BR-116) e a Avenida Brasil, em Vigário Geral. No terreno também funciona a base da Força Nacional de Segurança e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Estado do Rio. Também não houve expediente administrativo nos dois órgãos.



Tópicos: Chuvas, Rio de Janeiro

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

O dia seguinte no morro Pavão-Pavãozinho

  • O dia seguinte no morro Pavão-Pavãozinho
  • Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco
  •  Psicóloga dá dicas para escolher carreira



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo