Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Brasil
Início do conteúdo

Escola de samba do Rio precisa de mulher sem silicone

Mocidade, no Rio, procura 20, mas só achou 16; desfile fará homenagem a Monique Evans, que em 1985 desfilou com seios naturais de fora

12 de janeiro de 2014 | 2h 07
Fábio Grellet/ Rio - O Estado de S.Paulo

Desfilar na Sapucaí como destaque de carro alegórico não custa menos de R$ 5 mil, mas a Mocidade Independente de Padre Miguel oferece essa chance de graça a 20 mulheres que estão sendo selecionadas desde novembro. Elas vão desfilar no carro abre-alas com os seios à mostra, mas devem atender a uma exigência: não ter prótese de silicone. Até agora, a escola encontrou só 16.

Glauce e Jéssica são duas selecionadas para abir o desfile - Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão
Glauce e Jéssica são duas selecionadas para abir o desfile

"Essas mulheres vão participar de uma homenagem a Monique Evans, que em 1985 desfilou com os seios à mostra e não tinha silicone. Por isso elas também não podem ter implante", justifica o carnavalesco Paulo Menezes.

A Mocidade fará uma homenagem dupla: ao carnavalesco Fernando Pinto, que morreu em 1987, em um acidente automobilístico no Rio, e ao Estado natal dele, Pernambuco. Pinto trabalhou na escola de Padre Miguel, na zona oeste do Rio, durante seis carnavais da década de 1980, e se sagrou campeão em 1985 (com o enredo Ziriguidum 2001, um Carnaval nas Estrelas) e vice em 1980, 1984 e 1987. A proposta da Mocidade é mostrar Pernambuco sob a ótica de Fernando Pinto - o nome do enredo, Pernambucópolis, é uma adaptação do enredo de 1987, Tupinicópolis.

Monique, homenageada no carro abre-alas, conta em seu site as circunstâncias em que desfilou seminua pela Mocidade em 1985. Segundo ela, minutos antes do início do desfile seu biquíni de strass arrebentou e ela decidiu desfilar com os seios cobertos apenas por uma pintura.

Hoje Monique usa silicone. Em 2008, recorreu a próteses para recompor o tecido mamário, afetado por um melanoma. Mas, como a homenagem se refere a 1985, a mudança não interferiu na exigência feita pelo carnavalesco.

Uma das 20 estrelas do carro abre-alas será Jéssica dos Santos, de 18 anos e "cerca de" 91 cm de busto. "Nunca tinha ido a uma quadra, e semanas atrás fui à Mocidade para acompanhar um ensaio, porque torço pela escola. Aí um diretor me abordou e me fez a proposta de desfilar no carro abre-alas. Claro que eu me empolguei", conta a moça, que cursa o terceiro ano do ensino médio e trabalha como atendente. Ao saber da exigência de desfilar com os seios à mostra, ela se surpreendeu, mas manteve o interesse. Ela nunca pensou em recorrer a próteses de silicone. "Acho que estou em forma."

Outras buscas. Assim como a Mocidade, outras escolas também procuram foliões com perfis específicos, adequados aos seus enredos. A Unidos do Viradouro, que desfila no grupo de acesso, procura 40 bailarinas para uma homenagem a Márcia Haydée, e 120 homens com mais de 1,70 m de altura para compor duas alas cujas fantasias não seriam adequadas a pessoas de estatura menor. Todos ganharão as fantasias.



Tópicos: Carnaval, Silicone

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Protesto pede autonomia para o IBGE

  • Protesto pede autonomia para o IBGE
  • Devo ou não contratar a garantia estendida?
  • Todas as informações sobre o produto têm de ser claras



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo