Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > São Paulo
Início do conteúdo

Estradas devem ter lentidão até as 14h

Nessa sexta-feira, só acidentes e excesso de veículos atrapalhavam saída do paulistano; capital registrou congestionamento bem abaixo da média

21 de dezembro de 2013 | 2h 03
O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO - O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) estima que cerca de 1 milhão de veículos circulem pelas rodovias paulistas neste sábado, 21. A previsão é de que o trânsito seja mais intenso entre 8h e 14h. Quem optou pela saída no fim da tarde dessa sexta-feira, 20, só enfrentou a lentidão causada por acidentes nas estradas rumo ao interior. Na capital paulista, o pico de trânsito foi de 60 km às 19h - a média é de 135 km.

 1 milhão de veículos devem circular pelas rodovias paulistas neste sábado - Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão
1 milhão de veículos devem circular pelas rodovias paulistas neste sábado

Na Rodovia dos Bandeirantes, vários carros se envolveram em colisões entre a capital e a região de Jundiaí. Duas faixas da pista expressa chegaram a ser interditadas, no km 26, na altura de Caieiras. Às 18 horas, a fila de carros se estendia por três quilômetros. Outro acidente aconteceu no km 42, em Caieiras, estendendo o congestionamento até o km 38.

Enquanto isso, a Castelo Branco tinha tráfego lento na pista expressa desde o Cebolão até Barueri. Uma colisão entre dois carros no km 14 prejudicava ainda mais o fluxo às 18h. Por excesso de veículos, o trânsito parava do km 21 ao km 24, em Barueri. A marginal também estava congestionada. Na rodovia de acesso da Castelo a Sorocaba, uma carreta tombou às 17h30 e duas pessoas se feriram.

Na Via Dutra, sentido Rio, um acidente no km 160, em Jacareí, causava quatro quilômetros de congestionamento. Na Régis Bittencourt, uma carreta bateu en um guincho no início do trecho paranaense, no km 9, e metade da pista foi interditada. Motoristas que saíam de São Paulo pegavam uma fila de veículos do km 339 ao km 346, entre Juquitiba e Miracatu, na Serra do Cafezal, por excesso de veículos. Por fim, a Rodovia Ayrton Senna tinha 11 quilômetros de congestionamento, às 18h30, na saída de São Paulo.

Litoral. Quem optou pelo caminho das praias encontrou pontos de congestionamento esparsos e até se surpreendeu com a tranquilidade na Rodovia dos Tamoios. Às 18 horas, o trânsito parava do km 39 ao km 42 da Anchieta, em São Bernardo do Campo, e do km 61 ao km 65, na chegada a Santos, por excesso de veículos. Na Imigrantes, havia fila do km 40 ao km 43, em São Bernardo do Campo. Após a descida da serra, o motorista que seguia para Cubatão ou Guarujá pegava outra fila de quatro quilômetros na Rodovia Cônego Domênico Rangoni.

Na Tamoios, após a suspensão das obras de duplicação, ontem, o motorista não enfrentou dificuldades para chegar às quatro cidades do litoral norte. Mas a previsão era de que o tráfego começasse a ficar intenso hoje.

A concessionária Nova Tamoios Planalto começou a operar com pista dupla e acostamento, nos dois sentidos da rodovia. No feriado prolongado de 15 de novembro as obras não foram suspensas e houve congestionamento na Tamoios e na Oswaldo Cruz, obrigando turistas a enfrentar 12 horas de viagem entre capital e litoral norte.

Neste fim de ano, o motorista ainda deverá ter cuidado no trecho de planalto, entre São José dos Campos e Paraibuna. Apesar da promessa da Dersa de suspender os trabalhos, há entulho no acostamento e placas e sinalização da pista estão apagadas. Alguns trechos estão sinalizados por cones.

Na região de serra há risco de deslizamentos de terra em caso de chuvas. À noite, o motorista também deverá redobrar os cuidados com a neblina.

O mesmo cuidado deve-se ter no trecho de serra da Rodovia Oswaldo Cruz, que liga Taubaté a Ubatuba. Já a Rodovia Rio-Santos também apresenta trechos sinuosos e entre Caraguatatuba e Ubatuba não há sinalização no acostamento.

Em São Sebastião, na Costa Sul, há locais com risco de queda de barreiras em caso de chuva, entre Maresias e Boiçucanga. / BRUNO RIBEIRO,JOSÉ MARIA TOMAZELA e REGINALDO PUPO, ESPECIAL PARA O ESTADO





Tópicos: Estradas, Feriado, Natal

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Protesto pede autonomia para o IBGE

  • Protesto pede autonomia para o IBGE
  • Devo ou não contratar a garantia estendida?
  • Todas as informações sobre o produto têm de ser claras



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo